Arquivo da tag: revisão

revisão de itens do motor

Saiba mais sobre a revisão de itens do motor

Por: Gabriela Rabinovici

O motor de um veículo é o responsável por transformar combustível em energia, gerando movimento nas rodas. Ele conta com itens muito delicados e partes eletrônicas que precisam de atenção especial.

No interior do motor, a movimentação é muito intensa. A cada rotação de um motor 4 cilindros, por exemplo, os pistões se deslocam duas vezes, uma para cima e outra para baixo. Isso significa que se o motor gira na marcha lenta, com 1.000 rotações por minuto (rpm), cada pistão se deslocará 2.000 vezes dentro do mesmo minuto. O desgaste pode ser rápido se não houver cuidados.

Por isso, fique atento aos prazos de troca e acompanhe a verificação de cada item. 

– Óleo e líquido de arrefecimento:

O óleo do motor deve ser trocado a cada 10 mil quilômetros ou uma vez por ano e o líquido de arrefecimento a cada 30 mil quilômetros. Utilizar óleo vencido cria depósitos de borra que entopem os dutos de lubrificação, podendo danificar o motor. Não trocar o líquido de arrefecimento desequilibra a temperatura, causando superaquecimento.

– Óleo do freio:

O nível mínimo do óleo de freio é na metade do reservatório. Portanto, caso esteja abaixo dessa marcação, a recomendação é levar o carro ao mecânico especializado pois pode indicar vazamento ou que as pastilhas de freio estão desgastadas.

– Bateria:

É importante checar se há um resíduo branco onde os fios são conectados, pois isso pode indicar vazamento e necessidade de troca. Verifique também, o visor presente na parte superior da bateria. Se ele estiver verde, a bateria está funcionando corretamente, caso esteja preto, a bateria está sem carga e é recomendável levar o carro ao mecânico.

– Reservatório de gasolina:

Nos veículos que têm o reservatório, peça que o frentista ou mecânico substitua a gasolina presente no tanque mensalmente.

Atenção!

Confira no manual do fabricante, os intervalos de manutenção e itens a serem checados conforme a quilometragem do carro.

Garanta mais tranquilidade e segurança no trânsito. Faça a revisão do motor do seu carro na Widmen! Estamos localizados no Recreio, Barra, Botafogo, Tijuca e Niterói.

Leia mais:

As consequências do excesso de óleo no motor:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/as-consequencias-do-excesso-de-oleo-no-motor/

Saiba como funciona o motor turbo de um carro:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/saiba-como-funciona-o-motor-turbo-de-um-carro/

correia dentada

Correia dentada: como mantê-la em bom estado por mais tempo

Por: Gabriela Rabinovici

As correias são peças fundamentais para o bom funcionamento do motor e exercem diferentes funções, como alinhar o movimento dos pistões com o das válvulas e acionar alguns acessórios.

A quantidade de correias varia de acordo com o modelo do veículo, no entanto, existem basicamente quatro tipos e, embora não sejam peças caras, elas precisam de cuidados e trocas periódicas, do contrário, há o risco de ressecarem, romperem e elevar a temperatura do motor, até fundi-lo.

A correia dentada, conhecida também como sincronizadora, é a mais importante para o veículo e responsável por ligar o eixo-comando de válvulas ao virabrequim do motor, sincronizando as peças e fazendo com que as válvulas de admissão e de escapamento se abram e se fechem no momento certo.

Elas geralmente são feitas de nylon e borracha e sofrem desgaste com o tempo. Se arrebentarem, o carro não funciona mais e, infelizmente, ela não demonstra sintomas quando está prestes a romper, sendo muito difícil para o motorista identificar problemas. Por isso, na maioria das vezes, eles são surpreendidos com um ruído forte, que indica o rompimento da peça.

A troca preventiva é a melhor medida para evitar dor de cabeça. Siga o plano de revisões estabelecido pelo fabricante do veículo. Em geral, a troca é feita entre 40 mil quilômetros (no caso de uso severo predominante) e 100 mil quilômetros dependendo do modelo.

Para prolongar sua durabilidade, é preciso seguir essas dicas:

– Não cante pneus;

– Não reduza as marchas de forma brusca;

– Não faça o motor pegar no tranco.

Dicas:

– Comprou um carro com mais de 50 mil quilômetros rodados? Então faça a troca da correia imediatamente.

– Procure uma mecânica confiável para comprar e trocar a correia. Lembre-se que peças de má qualidade tem vida útil bem curta e alguns tipos podem não suportar o calor do motor. A Widmen é a mecânica geral especializada no conserto de correia dentada. Esperamos você aqui!

Leia mais:

Bandeja de suspensão: saiba quando trocar:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/bandeja-de-suspensao-saiba-quando-trocar/

Saiba o que fazer em caso de acidente de trânsito:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/saiba-o-que-fazer-em-caso-de-acidente-de-transito/

comprar carro

6 dicas para acertar na compra do primeiro carro

Por: Gabriela Rabinovici

 Investir em um automóvel exige planejamento e muita atenção, principalmente, se este for seu primeiro carro. Além das diversas opções de modelos que devem atender à rotina e necessidades do consumidor, é preciso pensar nos custos e na melhor forma de fazer um bom negócio.

Comprar um carro pela aparência e impulso pode trazer muita dor de cabeça. Deve-se estar ciente que existe o custo da manutenção que, em alguns anos, pode até superar o valor do carro escolhido e fatores de segurança essenciais. Siga nossas dicas:

1 – Escolha um carro pequeno e com direção hidráulica:

Há melhor resposta aos comandos, além de ser mais econômico e mais fácil de estacionar.

2 – Baixa quilometragem:

Opte por um carro com baixa quilometragem. Ele não deve ter mais de 100 mil quilômetros rodados, afinal, veículos com quilometragem muito alta exigem mais manutenções.

3 – Solicite o histórico de manutenções:

É muito importante verificar os carimbos das revisões no manual do proprietário ou checar notas fiscais de serviços executados.

4 – Teste drive:

Experimente o automóvel para ver se conforto e desempenho agradam. Aproveite para testar o som, ar-condicionado e outros equipamentos. Procure sentir como a suspensão absorve as irregularidades e preste atenção ainda à esportividade (resposta rápida ao volante e ao câmbio).

5 – Pesquise muito:

Pesquise o máximo que puder antes de fechar negócio. Compare opções de financiamento, inclusive fora da financiadora da marca, informe-se sobre os programas de benefícios oferecidos pelas montadoras, conheça as vantagens oferecidas a pessoas com deficiência, se esse for o seu caso, e compare ofertas entre as mais diversas concessionárias.

6 – Evite juros de financiamento:

Sem dúvidas, o melhor momento para adquirir um carro novo é quando se está com dinheiro em mãos, pois ao pagar à vista ou, pelo menos, ao dar uma boa entrada, evita-se os juros de financiamento.

Comprou um carro novo? Faça suas revisões periódicas na Widmen, a melhor oficina mecânica do Rio de Janeiro.

Fique por dentro:

Conheça 10 acessórios úteis para o carro:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-10-acessorios-uteis-para-o-carro/

Conheça os principais mitos sobre os cuidados com seu carro:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-os-principais-mitos-sobre-os-cuidados-com-seu-carro/

Carnaval banner dicas

Revisão é essencial antes da viagem de Carnaval

Por: Gabriela Rabinovici

O carnaval está chegando e com ele, os planos de curtir os dias de folia em outra cidade. Para quem já se programou para ir de carro, antes de pegar a estrada para uma viagem longa ou curta, é preciso fazer a revisão dos componentes.

Cuidados básicos e um breve check-up podem evitar diversos riscos e inconvenientes durante o trajeto, mas não deixe para verificá-los em cima da hora, pois pode ser necessário fazer alguma troca ou manutenção.

– Documentos:

Antes de botar o pé na estrada, é preciso conferir se o IPVA, licenciamento e seguro obrigatório, por exemplo, estão em dia. Atenção! O motorista flagrado com a habilitação vencida há mais de 30 dias pagará R$ 574,61, receberá sete pontos na carteira e poderá ter o carro apreendido.

– Itens de segurança:

É fundamental ver se o kit de emergência composto por triângulo de sinalização, macaco para a troca de pneus e chave de roda estão íntegros. Eles são itens básicos de segurança e ajudam a preservar vidas.

– Pneus:

A primeira coisa a ser verificada é o nível de desgaste dos itens. Se atingiram ou ultrapassaram o limite de 1,6mm de profundidade dos sulcos, não hesite em fazer a substituição imediata. Não esqueça de verificar o estepe.

Rodar com os pneus carecas representa um grande perigo, isso porque o carro pode derrapar ou aquaplanar, já que sua aderência no solo fica comprometida. Lembre-se que trafegar com eles nesse estado acarreta multa de R$ 195,23, mais cinco pontos na carteira.

– Freio:

Essencial para evitar acidentes. Por isso, muita atenção para o óleo do freio, para a luz de freio na traseira, para o disco de freio, para a pastilha e para o freio de mão.

– Limpador de para-brisas:

As palhetas tendem a ficar ressecadas e impedir o escoamento adequado da água, sendo assim, cheque os limpadores e desembaçadores e não se esqueça de conferir o nível do reservatório de limpeza.

– Fluidos:

Os níveis do líquido de arrefecimento, óleo do motor, transmissão, fluido de freio, direção hidráulica e embreagem, devem ser checados, pois têm um consumo maior em longas viagens.

– Velas e cabos:

Se houver danos nesse sistema, outros componentes serão afetados, portanto faça o check-up de ambos a cada 10 mil quilômetros e a troca dos cabos a cada 50 mil quilômetros.

Viaje tranquilo! Vá até uma das unidades da Widmen e faça a revisão completa de seu automóvel e aproveite a nossa promoção. Saiba mais: https://www.widmen.com.br/promocoes/promocao-de-carnaval-na-widmen/.

Leia mais:

Conheça os hábitos que desgastam seu carro:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-os-habitos-que-desgastam-o-seu-carro/

Como manter seu veículo valorizado:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/como-manter-seu-veiculo-valorizado/

manutenção

O que conferir no carro antes de viajar nas férias?

Por: Gabriela Rabinovici

Janeiro chegou e, com ele, os planos de curtir as férias escolares dos pequenos. Para quem ama viajar, ir de carro pode tornar sua experiência ainda melhor, mas antes de pegar a estrada para uma viagem longa ou curta é preciso revisar os itens do carro.

Uma breve revisão e cuidados básicos podem evitar diversos riscos e inconvenientes durante o trajeto, mas não deixe para verificá-los na véspera, pois pode ser necessário fazer alguma troca ou manutenção.

Confira os principais:

– Pneus:

A primeira coisa a ser verificada é o nível de desgaste dos itens. Se atingiram ou ultrapassaram o limite de 1,6mm de profundidade dos sulcos, faça a substituição imediata.

Rodar com os pneus carecas representa um grande perigo, isso porque o carro pode derrapar ou aquaplanar, já que sua aderência no solo fica comprometida. Lembre-se que trafegar com eles nesse estado acarreta multa de R$ 195,23, mais cinco pontos na carteira.

– Itens de segurança:

É essencial ver se o kit de emergência composto por triângulo de sinalização, macaco para a troca de pneus e chave de roda estão em ordem. Eles são itens básicos de segurança e ajudam a preservar vidas.

– Sistema elétrico, faróis e lâmpadas:

Bateria, motor de partida, alternador, lâmpadas e fusíveis do carro merecem atenção, afinal o bom funcionamento desses itens pode prevenir acidentes e evitar multas. Substituir lâmpadas queimadas é rápido e fácil.

– Fluidos:

Principalmente, em viagens longas, o motor do carro é submetido a um esforço maior e, possivelmente, terá um consumo maior, sendo assim, todos os fluidos, incluindo o líquido de arrefecimento, óleo do motor e transmissão, fluido de freio, direção hidráulica, embreagem e nível do combustível do reservatório de partida devem ser verificados.

– Velas e cabos:

Se houver danos nesse sistema, outros componentes serão afetados, portanto faça o check-up de ambos a cada 10 mil quilômetros e a troca dos cabos a cada 50 mil quilômetros.

– Freio:

Essencial para evitar acidentes. Por isso, muita atenção para o óleo do freio, para a luz de freio na traseira, para o disco de freio, para a pastilha e para o freio de mão.

– Limpador de para-brisas:

As palhetas tendem a ficar ressecadas e impedir o escoamento adequado da água, sendo assim, cheque os limpadores e desembaçadores e não se esqueça de conferir o nível do reservatório de limpeza.

Atenção!

Esteja com os documentos do carro e a manutenção em dia! Viaje tranquilo! Vá até uma das unidades da Widmen e faça a revisão completa de seu automóvel.

Leia mais:

Conheça o Profundímetro da Widmen:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-o-profundimetro-da-widmen/

Conheça os hábitos que desgastam seu carro:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-os-habitos-que-desgastam-o-seu-carro/

revisados

7 itens que podem ser revisados pelo motorista

Por: Gabriela Rabinovici

Você sabia que o risco de acidentes triplica em veículos sem manutenção? A afirmação é do Departamento Estadual de Trânsito do Paraná (Detran-PR), que toma como base, estudo que apurou as causas de acidentes rodoviários pelo país. 80% dos veículos em circulação no Brasil tem algum tipo de problema como pneu careca, lanterna queimada, falta de seta, motores desregulados, entre outros e essa falta de cuidados coloca em risco a segurança de todos.

Avarias no carro podem acontecer e pegar o motorista de surpresa, seja em trajetos curtos ou longas viagens, por isso, você mesmo pode checar alguns itens antes de pegar a estrada.

1 – Combustível:

A pane seca ou falta de combustível no carro, além de transtorno ao motorista gera multa de R$ 130,16, quatro pontos na carteira e até remoção do veículo. O prejuízo também pode ser grande, resultando na queima da bomba de combustível, cujo conserto não é nada barato. Por isso, não deixe de conferir o nível.

2 – Água:

É preciso verificar o nível de água do motor, pelo menos, uma vez por mês. Sem água e fluido, a junta do cabeçote queima e, se o carro continuar a rodar, o motor pode fundir.

3 – Parte elétrica:

Antes de sair verifique a buzina, luzes, sistema de som e ar-condicionado. Falhas podem indicar que algo pode estar desconectado, colaborando para possíveis acidentes e gastos a mais com peças novas.

4 – Pneus:

Fazer a manutenção regular garante maior durabilidade, estabilidade e segurança. Não se esqueça da calibragem, alinhamento, balanceamento, rodízio e substituição no prazo indicado.

5 – Óleo:

Para garantir a lubrificação, limpeza e proteção do motor é necessário fazer a troca de óleo de acordo com o prazo recomendado pela montadora. O óleo vencido pode oxidar e até fundir o motor, causando prejuízos de até 5 mil reais.

6 – Cinto de segurança:

Fique atento aos engates, pois eles precisam estar bem presos à carroceria do veículo. Se o item estiver apertado ou frouxo demais, deve-se resolver o problema em uma loja especializada;

7 – Palhetas do para-brisa:

Verifique atentamente as palhetas, pois quando ressecadas causam excesso de barulho e arranhões nos vidros, prejudicando a visibilidade do motorista. A peça é barata e a substituição pode evitar prejuízos maiores.

A Widmen possui equipe especializada para fazer todos os tipos de manutenção no seu carro. Vá até uma das cinco unidades localizadas no Rio de Janeiro e Niterói.

 

Leia mais:

Dicas de manutenção preventiva:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/dicas-de-manutencao-preventiva/

A importância de manter a pressão ideal dos pneus:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/a-importancia-de-manter-a-pressao-ideal-dos-pneus/

carro suspensão

Quando realizar a revisão no sistema de suspensão do carro?

Por: Gabriela Rabinovici

O sistema de suspensão é composto por amortecedores e molas, sendo responsável pela estabilidade do veículo e por aumentar o atrito entre os pneus e o solo. É esse sistema que garante a segurança e conforto dos ocupantes do carro.

O que muitos não sabem é que o bom estado dos componentes da suspensão depende da forma com que o motorista conduz e cuida do carro. Trafegar frequentemente por vias esburacadas, passar por lombadas em alta velocidade, transportar cargas em excesso e rebaixar a suspensão são algumas das práticas a serem evitadas.

O prazo das manutenções também deve ser respeitado. Revisar todo o sistema é muito importante para manter a correta estabilidade do veículo e evitar diversos problemas como: ruídos, direção “puxando” para um lado, vibrações no volante e vazamento de óleo do amortecedor. O ideal é verificar o conjunto a cada 10 mil ou 15 mil quilômetros, assim como alinhar a direção e balancear as rodas.

Dicas:

– A troca preventiva dos amortecedores é indicada antes dos 40 mil quilômetros. Para as molas helicoidais, a substituição é feita com 60 mil quilômetros e para os feixes de mola aos 70 mil quilômetros;

– Fique de olho nos pneus. Desgaste irregular pode significar que há falhas na suspensão. Neste caso, leve imediatamente o veículo a uma mecânica especializada.

Alguns motoristas ignoram os sinais e preferem continuar a trafegar com o carro avariado. Isso pode ser perigoso, pois aumenta a distância de arraste do veículo após uma freada. Posteriormente, isso pode implicar na troca de todos os itens da suspensão, por isso, quanto antes procurar uma oficina mecânica especializada, melhor.

A Widmen é a mecânica geral mais indicada, pois possui as melhores marcas de peças do mercado. Visite uma de nossas unidades localizadas no Rio de Janeiro e Niterói. Esperamos por você!

Leia mais:

Cuidados necessários ao tunar o carro:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/cuidados-necessarios-ao-tunar-o-carro/

Tração do pneus: como funciona?

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/tracao-do-pneu-como-funciona/

 

cars cause-air-pollution

Peças desgastadas contribuem para o aumento da poluição

Por: Gabriela Rabinovici

O aumento da poluição e o excesso de carros nos centros urbanos têm causado indiscutíveis prejuízos ao meio ambiente e à saúde da população. Um carro desregulado emite até 50% mais gases na atmosfera e caso esteja acima da média permitida poderá ser reprovado na vistoria anual obrigatória do Detran.
Quando peças como velas, cabos e bobinas de ignição, sensores de rotação, polia, chicotes elétricos e conectores estão desgastadas podem prejudicar o catalisador, componente responsável por converter até 98% dos gases tóxicos provenientes da combustão em substâncias inofensivas. Assim, uma grande quantidade de combustível queimado vai parar no escapamento, resultando em uma maior emissão de poluentes.
Para evitar que isso aconteça observe a luz da injeção eletrônica no painel do veículo. Seu acionamento significa que há problema em algum componente do sistema de emissões. É preciso ainda, prestar atenção aos ruídos no sistema de escapamento, pois eles podem indicar avarias no catalisador.
O prazo das manutenções também deve ser respeitado. Geralmente, o catalisador apresenta problemas devido à falta de manutenção de outros itens do veículo ou do uso de produtos inadequados como combustível de má qualidade.

Dicas:
– Além de manter a manutenção em dia, vale utilizar carros com tecnologia e materiais eco-friendly, que ajudam a diminuir os gastos e o impacto ambiental. Os pneus da linha “Green Performance” da Pirelli, por exemplo, possuem durabilidade 10% maior comparado aos pneus convencionais e reduzem a resistência ao rolamento em até 20%, economizando combustível em até 6%;
– Em caso de troca de peças, escolha somente itens originais de marcas reconhecidas pelas montadoras. No caso do catalisador, ele precisa ter selo do INMETRO.
Faça a manutenção periódica em uma oficina mecânica de confiança como a Widmen, lá você encontra peças originais e realiza a inspeção ambiental veicular para controlar a emissão de gases poluentes.

Leia mais:
Aprenda a economizar o combustível do carro:
https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/aprenda-a-economizar-o-combustivel-do-carro/
As vantagens dos pneus ecológicos:
https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/as-vantagens-dos-pneus-ecologicos/

suspensao

A importância de manter os amortecedores em bom estado

Por: Gabriela Rabinovici

Os quatro amortecedores são as principais peças da suspensão do carro e servem para absorver os impactos que as rodas recebem, evitando a trepidação excessiva que causa desconforto aos ocupantes e danos ao veículo.

Eles controlam ainda, os movimentos de abertura e fechamento das molas (uma lombada causa o fechamento da mola enquanto um buraco provoca sua abertura), sustentam o alinhamento das rodas e dominam a movimentação do veículo: rolagem, balanço, mergulho e subida na aceleração. Sem esses itens, o veículo saltitaria sobre o solo e oscilaria durante todo o percurso.

Na hora da troca das peças, nossa recomendação é adquirir amortecedores novos, com selo do Inmetro, o que dá a garantia que o produto atenda todos os padrões de qualidade exigidos. Veja outras dicas:

– Não faça testes por conta própria para saber se os amortecedores estão bons. Só um profissional com equipamentos especializados pode identificar o real problema do seu carro;

– Fique atento! O ideal é que se troquem os pares dos amortecedores. Muitas oficinas substituem apenas um pelo preço de dois;

– Passar por lombadas na diagonal não ajuda a preservar os amortecedores. Esse hábito pode danificar o sistema de suspensão. O ideal é diminuir a velocidade e passar em linha reta;

– Não transporte cargas acima do recomendado;

 – Cuidado ao tunar o carro e modificar sua estrutura. Essa prática danifica os itens da suspensão;

 – Faça o alinhamento e balanceamento do veículo periodicamente, inclusive quando trocar as molas e amortecedores.

 A troca preventiva dos amortecedores é indicada antes dos 40 mil quilômetros, no entanto, em alguns casos, o conjunto mola/amortecedor dura mais de 100 mil quilômetros.

Faça a revisão e troca dos itens do sistema de suspensão na Widmen e garanta o bom funcionamento do seu carro.

Saiba mais:

 Cuidados necessários ao tunar o carro:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/cuidados-necessarios-ao-tunar-o-carro/

Qual a função dos coxins do amortecedor?

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/qual-a-funcao-dos-coxins-do-amortecedor/