Arquivo da tag: manutenção preventiva

Saiba quais itens checar antes de viajar

Antes de cair na estrada, nada melhor do que conferir se o carro está em boas condições de uso.

 

Fazer a manutenção evita acidentes, multas, gastos não programados e garante uma viagem tranquila. Confira quais itens merecem mais atenção:

Pneus: Pneus carecas são grandes causadores de acidente. Desgastados, eles perdem a aderência, aumentando o risco de aquaplanagem. Observe o marcador, se estiver no mesmo nível da superfície do pneu, significa que é hora de realizar a troca. Inclua o estepe na inspeção e se estiver com bolhas deve ser substituído, pois há risco de explosão. Os quatro pneus, mais o estepe precisam estar calibrados.

Fluidos: Se o prazo de troca do líquido de arrefecimento, óleo do motor e transmissão,  estiverem próximos, é bom adiantá-los. O mesmo vale para o fluido de freio, direção hidráulica e embreagem. Assim como o nível do combustível do reservatório de partida a frio. Principalmente, em viagens longas, o motor do carro é submetido a um esforço maior e, possivelmente, terá um consumo maior.

Velas e cabos: Qualquer falha nesse sistema pode comprometer a vida útil de outros componentes, por isso, é aconselhável examinar as velas a cada 10 mil quilômetros rodados e os cabos a cada 50 mil quilômetros.

Itens de segurança: É essencial ver se o kit de emergência composto por triângulo de sinalização, macaco para a troca de pneus e chave de roda. Eles são itens básicos de segurança e ajudam a preservar vidas.

Limpador de para-brisas: Limpadores e desembaçadores devem ser verificados, pois as palhetas podem ficar ressecadas e impedir o escoamento adequado da água. Não deve-se esquecer de conferir o nível do reservatório de limpeza.

Bateria, motor de partida, alternador, lâmpadas e fusíveis do carro merecem atenção, afinal o bom funcionamento desses itens pode prevenir acidentes e evitar multas. Substituir lâmpadas queimadas é rápido e fácil.

Para uma revisão completa, o correto é procurar uma oficina mecânica especializada, passe na Widmen e viaje tranquilo.

correia dentada

Correia dentada: como mantê-la em bom estado por mais tempo

Por: Gabriela Rabinovici

As correias são peças fundamentais para o bom funcionamento do motor e exercem diferentes funções, como alinhar o movimento dos pistões com o das válvulas e acionar alguns acessórios.

A quantidade de correias varia de acordo com o modelo do veículo, no entanto, existem basicamente quatro tipos e, embora não sejam peças caras, elas precisam de cuidados e trocas periódicas, do contrário, há o risco de ressecarem, romperem e elevar a temperatura do motor, até fundi-lo.

A correia dentada, conhecida também como sincronizadora, é a mais importante para o veículo e responsável por ligar o eixo-comando de válvulas ao virabrequim do motor, sincronizando as peças e fazendo com que as válvulas de admissão e de escapamento se abram e se fechem no momento certo.

Elas geralmente são feitas de nylon e borracha e sofrem desgaste com o tempo. Se arrebentarem, o carro não funciona mais e, infelizmente, ela não demonstra sintomas quando está prestes a romper, sendo muito difícil para o motorista identificar problemas. Por isso, na maioria das vezes, eles são surpreendidos com um ruído forte, que indica o rompimento da peça.

A troca preventiva é a melhor medida para evitar dor de cabeça. Siga o plano de revisões estabelecido pelo fabricante do veículo. Em geral, a troca é feita entre 40 mil quilômetros (no caso de uso severo predominante) e 100 mil quilômetros dependendo do modelo.

Para prolongar sua durabilidade, é preciso seguir essas dicas:

– Não cante pneus;

– Não reduza as marchas de forma brusca;

– Não faça o motor pegar no tranco.

Dicas:

– Comprou um carro com mais de 50 mil quilômetros rodados? Então faça a troca da correia imediatamente.

– Procure uma mecânica confiável para comprar e trocar a correia. Lembre-se que peças de má qualidade tem vida útil bem curta e alguns tipos podem não suportar o calor do motor. A Widmen é a mecânica geral especializada no conserto de correia dentada. Esperamos você aqui!

Leia mais:

Bandeja de suspensão: saiba quando trocar:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/bandeja-de-suspensao-saiba-quando-trocar/

Saiba o que fazer em caso de acidente de trânsito:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/saiba-o-que-fazer-em-caso-de-acidente-de-transito/

dualogic

Sistema Dualogic: entenda como funciona

Por: Gabriela Rabinovici

O câmbio Dualogic é um sistema de automatização da transmissão manual usada pela Fiat em parte de seus modelos desde 2008. O primeiro modelo a contar com o sistema foi o Stilo, em seguida expandiu para algumas opções da linha de luxo (Línea e 500) e hoje é disponibilizado em praticamente todos os seus carros.

Seu mecanismo de troca de marchas é igual ao de um carro manual, porém lhe foi agregado recursos que permitiram a eliminação do pedal de embreagem. O câmbio Dualogic, portanto, pode funcionar conforme duas modalidades: MANUAL, na qual o motorista solicita diretamente a mudança de marcha através do acionamento do joystick ou das borboletas colocados no volante e AUTO, na qual o sistema decide sem a intervenção do motorista quando efetuar a mudança de marcha.

Vantagens:

Além de ser simples, esse sistema traz como principais vantagens: versatilidade, melhoria do conforto ao dirigir, economia de combustível, o que traduz na emissão de menos poluente, aumento da segurança, modo de condução esportiva, que pode ser acionado por meio de um botão no console, maior agilidade, pois as marchas ficam previamente engatadas, o que confere uma velocidade superior às trocas e a melhoria nos rendimentos dos componentes da transmissão.

Como sua performance depende de um mecanismo relativamente mais simples, as manutenções, em regra, também são mais baratas.

Dica:

Para fazer o melhor aproveitamento possível do sistema, fique por dentro das siglas:

R – Reverse: é a marcha a ré do Dualogic.

N – Neutral: trata-se da posição de ponto morto.

D – Drive: neste modo, o carro faz todas as trocas de marcha sozinho.

M – Manual: você passa a comandar as trocas de marcha. A posição “+” sobe para as marchas mais altas, enquanto a sigla “-” significa redução.

Realize a manutenção do seu automatizado na Widmen mais próxima de você!

Leia mais:

Conheça as diferenças entre câmbio automático e câmbio automatizado:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-as-diferencas-entre-cambio-automatico-e-cambio-automatizado/

Bandeja de suspensão: saiba quando trocar:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/bandeja-de-suspensao-saiba-quando-trocar/

Carnaval banner dicas

Revisão é essencial antes da viagem de Carnaval

Por: Gabriela Rabinovici

O carnaval está chegando e com ele, os planos de curtir os dias de folia em outra cidade. Para quem já se programou para ir de carro, antes de pegar a estrada para uma viagem longa ou curta, é preciso fazer a revisão dos componentes.

Cuidados básicos e um breve check-up podem evitar diversos riscos e inconvenientes durante o trajeto, mas não deixe para verificá-los em cima da hora, pois pode ser necessário fazer alguma troca ou manutenção.

– Documentos:

Antes de botar o pé na estrada, é preciso conferir se o IPVA, licenciamento e seguro obrigatório, por exemplo, estão em dia. Atenção! O motorista flagrado com a habilitação vencida há mais de 30 dias pagará R$ 574,61, receberá sete pontos na carteira e poderá ter o carro apreendido.

– Itens de segurança:

É fundamental ver se o kit de emergência composto por triângulo de sinalização, macaco para a troca de pneus e chave de roda estão íntegros. Eles são itens básicos de segurança e ajudam a preservar vidas.

– Pneus:

A primeira coisa a ser verificada é o nível de desgaste dos itens. Se atingiram ou ultrapassaram o limite de 1,6mm de profundidade dos sulcos, não hesite em fazer a substituição imediata. Não esqueça de verificar o estepe.

Rodar com os pneus carecas representa um grande perigo, isso porque o carro pode derrapar ou aquaplanar, já que sua aderência no solo fica comprometida. Lembre-se que trafegar com eles nesse estado acarreta multa de R$ 195,23, mais cinco pontos na carteira.

– Freio:

Essencial para evitar acidentes. Por isso, muita atenção para o óleo do freio, para a luz de freio na traseira, para o disco de freio, para a pastilha e para o freio de mão.

– Limpador de para-brisas:

As palhetas tendem a ficar ressecadas e impedir o escoamento adequado da água, sendo assim, cheque os limpadores e desembaçadores e não se esqueça de conferir o nível do reservatório de limpeza.

– Fluidos:

Os níveis do líquido de arrefecimento, óleo do motor, transmissão, fluido de freio, direção hidráulica e embreagem, devem ser checados, pois têm um consumo maior em longas viagens.

– Velas e cabos:

Se houver danos nesse sistema, outros componentes serão afetados, portanto faça o check-up de ambos a cada 10 mil quilômetros e a troca dos cabos a cada 50 mil quilômetros.

Viaje tranquilo! Vá até uma das unidades da Widmen e faça a revisão completa de seu automóvel e aproveite a nossa promoção. Saiba mais: https://www.widmen.com.br/promocoes/promocao-de-carnaval-na-widmen/.

Leia mais:

Conheça os hábitos que desgastam seu carro:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-os-habitos-que-desgastam-o-seu-carro/

Como manter seu veículo valorizado:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/como-manter-seu-veiculo-valorizado/

cambagem

Confira quais carros precisam de cambagem

Por: Gabriela Rabinovici

Manter a correta geometria do veículo é essencial para garantir mais segurança e uma boa dirigibilidade. Para que o peso do carro esteja distribuído corretamente sobre a banda de rodagem é preciso que o câmber, como é chamado o ângulo de inclinação da roda, esteja bem ajustado.

As alterações no ângulo podem acontecer quando costuma-se trafegar por vias esburacadas, quando há colisão com um obstáculo ou quando são feitas mudanças na suspensão.

Mas quais carros necessitam fazer a cambagem?

A resposta é todos que apresentarem danos no conjunto de suspensão. O procedimento é indicado também após a troca dos pneus ou quando eles apresentam desgaste irregular, quando há vibração no volante, quando o veículo está puxando para algum lado ou caso o motorista esteja com dificuldade para manter a trajetória e também há cada 10 mil quilômetros ou como indicado no manual do fabricante.

No entanto, após o carro sofrer algum tipo de impacto na suspensão, não aceite fazer a cambagem imediatamente. Consulte uma mecânica especializada em rodas, pneus e suspensão para analisar o problema e ver se é necessário trocar algum componente do sistema.

Atenção!

– Dirija com cautela! Pequenos impactos podem causar grandes estragos. Cuidado com o choque do pneu com calçadas, assim como buracos na pista. Dirigir bruscamente fazendo curvas e manobras forçadas sobrecarrega a suspensão e a direção, desalinhando os pneus;

– Lembre-se que quando as rodas estão desalinhadas, há o desgaste anormal dos pneus e isto propicia um maior consumo de combustível, além de instabilidade, aumentando o risco de acidentes;

– A calibragem também precisa estar em dia, assim evita-se o desgaste prematuro dos pneus e o consumo maior de combustível.

Seguindo todas essas dicas, nenhum carro precisará fazer a cambagem.

Problemas com a geometria do seu carro? A oficina mecânica especializada Widmen possui profissionais certificados para realizar manutenções periódicas com excelência.

Fique por dentro:

4 fatos sobre as rodas de liga leve:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/4-fatos-sobre-as-rodas-de-liga-leve/

Dicas para economizar na hora da compra dos pneus:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/dicas-para-economizar-na-hora-da-compra-dos-pneus/

manutenção

O que conferir no carro antes de viajar nas férias?

Por: Gabriela Rabinovici

Janeiro chegou e, com ele, os planos de curtir as férias escolares dos pequenos. Para quem ama viajar, ir de carro pode tornar sua experiência ainda melhor, mas antes de pegar a estrada para uma viagem longa ou curta é preciso revisar os itens do carro.

Uma breve revisão e cuidados básicos podem evitar diversos riscos e inconvenientes durante o trajeto, mas não deixe para verificá-los na véspera, pois pode ser necessário fazer alguma troca ou manutenção.

Confira os principais:

– Pneus:

A primeira coisa a ser verificada é o nível de desgaste dos itens. Se atingiram ou ultrapassaram o limite de 1,6mm de profundidade dos sulcos, faça a substituição imediata.

Rodar com os pneus carecas representa um grande perigo, isso porque o carro pode derrapar ou aquaplanar, já que sua aderência no solo fica comprometida. Lembre-se que trafegar com eles nesse estado acarreta multa de R$ 195,23, mais cinco pontos na carteira.

– Itens de segurança:

É essencial ver se o kit de emergência composto por triângulo de sinalização, macaco para a troca de pneus e chave de roda estão em ordem. Eles são itens básicos de segurança e ajudam a preservar vidas.

– Sistema elétrico, faróis e lâmpadas:

Bateria, motor de partida, alternador, lâmpadas e fusíveis do carro merecem atenção, afinal o bom funcionamento desses itens pode prevenir acidentes e evitar multas. Substituir lâmpadas queimadas é rápido e fácil.

– Fluidos:

Principalmente, em viagens longas, o motor do carro é submetido a um esforço maior e, possivelmente, terá um consumo maior, sendo assim, todos os fluidos, incluindo o líquido de arrefecimento, óleo do motor e transmissão, fluido de freio, direção hidráulica, embreagem e nível do combustível do reservatório de partida devem ser verificados.

– Velas e cabos:

Se houver danos nesse sistema, outros componentes serão afetados, portanto faça o check-up de ambos a cada 10 mil quilômetros e a troca dos cabos a cada 50 mil quilômetros.

– Freio:

Essencial para evitar acidentes. Por isso, muita atenção para o óleo do freio, para a luz de freio na traseira, para o disco de freio, para a pastilha e para o freio de mão.

– Limpador de para-brisas:

As palhetas tendem a ficar ressecadas e impedir o escoamento adequado da água, sendo assim, cheque os limpadores e desembaçadores e não se esqueça de conferir o nível do reservatório de limpeza.

Atenção!

Esteja com os documentos do carro e a manutenção em dia! Viaje tranquilo! Vá até uma das unidades da Widmen e faça a revisão completa de seu automóvel.

Leia mais:

Conheça o Profundímetro da Widmen:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-o-profundimetro-da-widmen/

Conheça os hábitos que desgastam seu carro:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-os-habitos-que-desgastam-o-seu-carro/

Dicas para preservar a embreagem do carro

Por: Gabriela Rabinovici

A embreagem faz parte do sistema de transmissão do veículo e fica localizada entre o motor e a caixa de câmbio do carro. Ela tem como principais funções colocar o veículo em movimento, facilitar o engate das marchas, interrompendo o fluxo da força entre o motor e a caixa de câmbio, proteger a transmissão e o motor contra sobrecargas, além de diminuir ruídos e desgastes dos componentes.

Para que haja durabilidade e eficiência do sistema é importante seguir as dicas abaixo:

– Saia sempre em primeira marcha:

Muitos motoristas saem de um engarrafamento ou parada em segunda marcha. Essa prática reduz a vida útil do disco de embreagem.

– Não acelere bruscamente:

Acelerar mais que o necessário provoca a fricção excessiva dos componentes, cheiro de queimado e a rápida deterioração do sistema de embreagem.

– Atenção às irregularidades da pista:

Ao se deparar com um buraco ou uma lombada, é necessário ter alguns cuidados, como reduzir a marcha antes do impacto. O ideal é colocar na marcha adequada e tirar o pé da embreagem.

– Não descanse o pé no pedal da embreagem:

Essa prática provoca o superaquecimento do sistema e afasta o platô do disco, gerando o lixamento do disco.

– Atenção ao parar em ladeiras:

Em ladeiras, não “segure” o carro na embreagem. Utilize o freio de mão para auxiliar no arranque.

– Cuidado com a sobrecarga:

Ao transportar peso acima do que o seu carro está homologado será preciso maior aderência do disco ao platô, gerando maior desgaste da embreagem.

– Aposte na manutenção preventiva:

Evite surpresas no trajeto! Com a revisão periódica, você garante que todas as peças do carro sejam verificadas e que tudo esteja em ordem para que o veículo tenha a melhor performance.

Problemas com a embreagem ou caixa de marchas? Procure uma oficina mecânica de confiança como a Widmen!

Saiba mais:

Conheça alguns itens obrigatórios inspecionados na vistoria:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-alguns-itens-obrigatorios-inspecionados-na-vistoria/

Dicas para manter os pneus sempre em dia:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/dicas-para-manter-os-pneus-sempre-em-dia/

pintura automotiva

Como manter a pintura automotiva em bom estado

Por: Gabriela Rabinovici

Riscos e manchas na lataria dos veículos são o pesadelo de muitos motoristas. Diversos agentes podem danificar a pintura facilmente, como chuvas de granizo, quedas de galhos, sementes e frutas de árvores, pequenas colisões, raspagem em outros carros e até mesmo resíduos do asfalto.

Mas como proteger a pintura e deixá-la intacta por muito mais tempo para garantir um melhor valor de revenda? Confira as principais dicas:

– Seja cauteloso, dirija com prudência, estacione com cuidado e evite deixar o carro estacionado a céu aberto;

– Cuidado com a lavagem automática. Rolos passam por todo o carro a uma grande velocidade, o que pode causar arranhões e outros danos na pintura, ainda mais quando as cerdas dos rolos não passam por uma manutenção periódica. Prefira a lavagem manual;

– Na hora de secar o carro após a lavagem, cuidado com panos sujos e puídos. O pano ideal para a limpeza do carro é o de microfibra, pois não riscam a pintura;

– Durante o abastecimento, verifique se ocorreram respingos de gasolina, diesel ou etanol sobre a pintura. Se isso acontecer, remova imediatamente com água e sabão neutro;

– Polir o carro ajuda a eliminar riscos e manchas, no entanto, o procedimento não deve ser feito exageradamente. É recomendado realizá-lo, no máximo, três vezes no mesmo automóvel durante toda sua vida útil;

– Usar uma boa capa automotiva pode ser uma saída para proteger a pintura do carro que fica estacionado a céu aberto. Prefira as de polietileno especial texturizado que possuam ventilação para que não haja acúmulo de umidade e a formação de manchas na pintura.

Cuidado extra com a pintura branca:

Carros brancos mancham com facilidade, por isso, nunca lave-o no sol ou com a lataria quente, pois o calor causa manchas na pintura devido ao sabão. Deve-se fazer uso de produtos específicos para a limpeza de automóveis, evitando materiais que tenham solvente à base de petróleo na sua composição e produtos abrasivos, como sabão em pó. Evite também o detergente de cozinha.

Leia mais:

Saiba como proteger seus bancos de couro do envelhecimento:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/saiba-como-proteger-seus-bancos-de-couro-do-envelhecimento/

Dicas para manter as rodas cromadas sempre novas:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/dicas-para-manter-as-rodas-cromadas-sempre-novas/

saúde carro

Dicas para prolongar a saúde do carro

Por: Gabriela Rabinovici

Carros são considerados bens de consumo duráveis e, por isso, o esperado é que tenham uma longa vida útil, no entanto, problemas podem aparecer e alguns deles são muito comuns, principalmente, quando há falta de cuidados.

As principais recomendações são: dirigir de forma correta e defensiva, ficar atento aos sinais que o carro dá e fazer a revisão periódica em uma mecânica especializada.

Lembre-se que agir de forma preventiva, significa mais economia, desempenho, segurança e menos dor de cabeça, por isso, siga essas dicas:

– Evite alguns hábitos:

Dirigir com o pé apoiado no pedal da embreagem, acelerar e frear bruscamente, esquecer o afogador puxado, sair em segunda marcha, descer na “banguela”, passar em quebra-molas na diagonal, descansar a mão sobre a alavanca do câmbio são hábitos que podem aposentar o seu veículo mais cedo.

– Cuidado ao estacionar:

Mantenha uma distância mínima do meio-fio e evite apoiar as rodas na guia, pois essa prática deforma e esvazia os pneus.

– Evite a popular “chupeta” na bateria:

Em situações de emergência, muitos recorrem à “chupeta” na bateria do carro, no entanto, essa prática pode queimar a central de injeção, reguladores de tensão ou outras peças eletroeletrônicas do veículo. O correto é procurar uma mecânica especializada para retirar a bateria do veículo, carregá-la fora e depois colocar novamente no lugar ou, se for o caso, trocar a peça.

– Verifique o TWI dos pneus:

É necessário verificar se os sulcos estão dentro do limite de segurança estabelecido pela legislação brasileira, de 1,6 mm de profundidade, do contrário, o veículo perde estabilidade, estando suscetível à aquaplanagem e acidentes. Faça também a calibragem, alinhamento, balanceamento, rodízio e substitua-os no prazo indicado;

– Preze pela limpeza:

Poeira, lama, fezes de aves, urina de cachorro e maresia são prejudiciais à lataria e às peças do veículo. Vale escolher uma empresa de confiança para realizar a lavagem para evitar arranhões e manchas na pintura.

– Utilize combustível de qualidade:

Abasteça em postos de confiança, não faça uso de combustível adulterado e fique atento aos preços muito baixos, pois o produto pode ser ruim. Gasolina e etanol de qualidade garantem mais desempenho ao motor e durabilidade às velas.

A Widmen possui equipe qualificada para fazer a revisão regular do seu veículo.

Fique por dentro:

Conheça os benefícios da direção segura:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-os-beneficios-da-direcao-segura/

Saiba como proteger seus bancos de couro do envelhecimento:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/saiba-como-proteger-seus-bancos-de-couro-do-envelhecimento/

ferrugem

Dicas para proteger o carro da ferrugem

Por: Gabriela Rabinovici

A ferrugem é o resultado da oxidação do ferro. Este metal em contato com o oxigênio presente na água e no ar se oxida e desta reação surge a ferrugem que deteriora pouco a pouco o material original.

Esse problema pode atingir diversas peças de um carro, como a lataria e os componentes do motor e entre as principais causas estão a umidade e a maresia, por isso, quem mora em cidade litorânea, por exemplo, deve redobrar os cuidados com o veículo.

Lembre-se que a ferrugem não um mero problema estético, em estágio avançado, ela pode colocar em risco a segurança e a integridade física do condutor e de todos os passageiros.

Confira as dicas a seguir e mantenha seu carro longe desse mal:

– Após a lavagem do veículo, seque bem toda a lataria, borrachas e partes metálicas;

– Mantenha o carro em local limpo, arejado e seco. Caso não tenha garagem, utilize uma capa de proteção própria para seu veículo;

– Antes de deixar o carro parado por muito tempo, lave-o bem e encere-o com uma cera protetora;

– Seu carro apresenta amassados ou arranhões? Corrija o defeito o quanto antes para evitar o aparecimento de ferrugem;

– Cuidado com borrachas desgastadas e ressecadas. Caso estejam em mau estado, podem causar infiltrações e, consequentemente, ferrugens;

– Voltou do litoral? Então faça uma boa lavagem no veículo. Já se você reside em área litorânea, vale lavar o carro uma vez por semana e recorrer a serviços periódicos de polimento e cristalização.

Existem diversos produtos antiferrugem que podem ser facilmente encontrados no mercado automotivo. Eles podem ser aplicados diretamente sobre a ferrugem do veículo sem precisar de lixamento, mas não se esqueça de comprá-los sempre em lojas especializadas.

Notou uma mancha de ferrugem em seu carro? Evite receitas caseiras! O mais indicado é levar o veículo a uma mecânica geral para que o problema seja solucionado com rapidez e eficiência.

Conte com os profissionais da Widmen!

Leia mais:

7 itens que podem ser revisados pelo motorista:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/7-itens-que-podem-ser-revisados-pelo-motorista/

Os carros mais apropriados para cada tipo de viagem:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/os-carros-mais-apropriados-para-cada-tipo-de-viagem/