Arquivo da tag: manutenção do veículo

Saiba quais itens checar antes de viajar

Antes de cair na estrada, nada melhor do que conferir se o carro está em boas condições de uso.

Fazer a manutenção evita acidentes, multas, gastos não programados e garante uma viagem tranquila. Confira quais itens merecem mais atenção:

Pneus: Pneus carecas são grandes causadores de acidente. Desgastados, eles perdem a aderência, aumentando o risco de aquaplanagem. Observe o marcador, se estiver no mesmo nível da superfície do pneu, significa que é hora de realizar a troca. Inclua o estepe na inspeção e se estiver com bolhas deve ser substituído, pois há risco de explosão. Os quatro pneus, mais o estepe precisam estar calibrados.

Fluidos: Se o prazo de troca do líquido de arrefecimento, óleo do motor e transmissão,  estiverem próximos, é bom adiantá-los. O mesmo vale para o fluido de freio, direção hidráulica e embreagem. Assim como o nível do combustível do reservatório de partida a frio. Principalmente, em viagens longas, o motor do carro é submetido a um esforço maior e, possivelmente, terá um consumo maior.

Velas e cabos: Qualquer falha nesse sistema pode comprometer a vida útil de outros componentes, por isso, é aconselhável examinar as velas a cada 10 mil quilômetros rodados e os cabos a cada 50 mil quilômetros.

Itens de segurança: É essencial ver se o kit de emergência composto por triângulo de sinalização, macaco para a troca de pneus e chave de roda. Eles são itens básicos de segurança e ajudam a preservar vidas.

Limpador de para-brisas: Limpadores e desembaçadores devem ser verificados, pois as palhetas podem ficar ressecadas e impedir o escoamento adequado da água. Não deve-se esquecer de conferir o nível do reservatório de limpeza.

Bateria, motor de partida, alternador, lâmpadas e fusíveis do carro merecem atenção, afinal o bom funcionamento desses itens pode prevenir acidentes e evitar multas. Substituir lâmpadas queimadas é rápido e fácil.

Para uma revisão completa, o correto é procurar uma oficina mecânica especializada, passe na Widmen e viaje tranquilo.

dualogic

Sistema Dualogic: entenda como funciona

Por: Gabriela Rabinovici

O câmbio Dualogic é um sistema de automatização da transmissão manual usada pela Fiat em parte de seus modelos desde 2008. O primeiro modelo a contar com o sistema foi o Stilo, em seguida expandiu para algumas opções da linha de luxo (Línea e 500) e hoje é disponibilizado em praticamente todos os seus carros.

Seu mecanismo de troca de marchas é igual ao de um carro manual, porém lhe foi agregado recursos que permitiram a eliminação do pedal de embreagem. O câmbio Dualogic, portanto, pode funcionar conforme duas modalidades: MANUAL, na qual o motorista solicita diretamente a mudança de marcha através do acionamento do joystick ou das borboletas colocados no volante e AUTO, na qual o sistema decide sem a intervenção do motorista quando efetuar a mudança de marcha.

Vantagens:

Além de ser simples, esse sistema traz como principais vantagens: versatilidade, melhoria do conforto ao dirigir, economia de combustível, o que traduz na emissão de menos poluente, aumento da segurança, modo de condução esportiva, que pode ser acionado por meio de um botão no console, maior agilidade, pois as marchas ficam previamente engatadas, o que confere uma velocidade superior às trocas e a melhoria nos rendimentos dos componentes da transmissão.

Como sua performance depende de um mecanismo relativamente mais simples, as manutenções, em regra, também são mais baratas.

Dica:

Para fazer o melhor aproveitamento possível do sistema, fique por dentro das siglas:

R – Reverse: é a marcha a ré do Dualogic.

N – Neutral: trata-se da posição de ponto morto.

D – Drive: neste modo, o carro faz todas as trocas de marcha sozinho.

M – Manual: você passa a comandar as trocas de marcha. A posição “+” sobe para as marchas mais altas, enquanto a sigla “-” significa redução.

Realize a manutenção do seu automatizado na Widmen mais próxima de você!

Leia mais:

Conheça as diferenças entre câmbio automático e câmbio automatizado:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-as-diferencas-entre-cambio-automatico-e-cambio-automatizado/

Bandeja de suspensão: saiba quando trocar:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/bandeja-de-suspensao-saiba-quando-trocar/

carro amassado

Dicas para descobrir se o carro foi batido

Por: Gabriela Rabinovici

Com a grande oferta de seminovos e usados no Brasil, é importante ficar atento na hora de trocar o carro. Algumas vantagens como preço baixo e grande quantidade de equipamentos atraem o consumidor que, muitas vezes, esquece de verificar minuciosamente alguns itens antes da compra. Um deles é se o carro passou por reparo após uma batida.

Vale mencionar que o carro batido sofre uma depreciação média de 20% a 30%, portanto, é importante saber se ele passou por avaria antes de fazer a compra. Para os leigos, identificar esses reparos na lataria ou danos estruturais no veículo parece ser uma tarefa difícil, mas algumas técnicas simples de vistoria veicular podem ajudar. Conheça as principais:

– Cor mais opaca:

Quando o carro é repintado costuma ter uma superfície não tão lisa e cor mais opaca que a original. Faça um check-up à luz do dia para identificar essa diferença.

– Abra e feche as portas do carro várias vezes:

Isso é importante para notar se elas estão abrindo e fechando de forma natural, sem ruídos e sem esforço.

– Ferrugem nas soldas do capô:

Isso pode significar que o veículo sofreu uma colisão frontal.

– Faróis e lanternas diferentes:

Geralmente após a batida, o proprietário faz a troca do farol ou lanterna avariada em vez do par, por isso, veja se há diferenças entre eles.

– Vão do estepe oval:

Colisões traseiras costumam avariar o espaço onde fica o estepe dentro do porta-malas. Verifique se ele parece oval. O formato certo é um círculo perfeito e simétrico.

Dica:

Avalie ainda, os itens de segurança, quilometragem, condições do conjunto de pneus, nível de óleo, parte elétrica e o estado geral de conservação do veículo. Não esqueça também de solicitar o histórico de manutenção do carro para saber se houve alguma colisão, danos por enchentes ou outro problema relevante.

Passe na Widmen para fazer um check-up geral do seu carro usado.

Leia mais:

Conheça os principais mitos sobre os cuidados com seu carro:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-os-principais-mitos-sobre-os-cuidados-com-seu-carro/

Dicas de manutenção preventiva:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/dicas-de-manutencao-preventiva/

bandeja suspensao

Bandeja de suspensão: saiba quando trocar

Por: Gabriela Rabinovici

O sistema de suspensão é composto por amortecedores e molas, sendo responsável pela estabilidade do veículo e por aumentar o atrito entre os pneus e o solo. É esse sistema que garante a segurança e conforto dos ocupantes do carro.

A bandeja de suspensão ou balança é a peça que une a roda com o chassi do carro, permitindo apenas, o movimento vertical. É ela que ajuda a evitar os solavancos do veículo.

Na bandeja estão presentes as buchas de borracha que minimizam o atrito das peças. Quando a bandeja começa a apresentar danos, as buchas começam a se deteriorar, apresentando folgas e ruídos, perdendo assim, sua eficiência. Além dos ruídos frequentes, o alinhamento do veículo também pode ser impactado. Por isso, a importância da troca da badeja.

Mas qual é o prazo certo?

A inspeção preventiva do sistema é recomendada a cada 40 mil quilômetros rodados, mas no caso de problemas na bandeja de suspensão, a troca imediata da peça é a opção mais indicada. Folgas e ruídos durante a direção significam que a peça já não desempenha seu papel com a mesma segurança e eficiência.

Por isso, não protele a troca, pois caso o problema se agrave, há risco de provocar desgaste precoce nos pneus, desconforto e riscos para os ocupantes do veículo. Evite deixar o conserto para ocasiões pontuais, como uma viagem, por exemplo.

Dica:

Utilize sempre peças originais e renomadas, pois peças de qualidade inferior podem se desgastar de maneira muito mais rápida, danificando também outros componentes que trabalham em conjunto.

Procure um profissional de confiança para realizar a manutenção do sistema de suspensão do seu carro. A Widmen é a mecânica geral mais indicada, pois possui as melhores marcas de bandejas de suspensão do mercado.

Visite uma de nossas unidades localizadas no Rio de Janeiro e Niterói. Esperamos por você!

Fique por dentro:

Como manter a estabilidade do veículo e a suspensão em dia:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/como-manter-a-estabilidade-do-veiculo-e-a-suspensao-em-dia/

A importância do alinhamento automotivo:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/a-importancia-do-alinhamento-automotivo/

Carnaval banner dicas

Revisão é essencial antes da viagem de Carnaval

Por: Gabriela Rabinovici

O carnaval está chegando e com ele, os planos de curtir os dias de folia em outra cidade. Para quem já se programou para ir de carro, antes de pegar a estrada para uma viagem longa ou curta, é preciso fazer a revisão dos componentes.

Cuidados básicos e um breve check-up podem evitar diversos riscos e inconvenientes durante o trajeto, mas não deixe para verificá-los em cima da hora, pois pode ser necessário fazer alguma troca ou manutenção.

– Documentos:

Antes de botar o pé na estrada, é preciso conferir se o IPVA, licenciamento e seguro obrigatório, por exemplo, estão em dia. Atenção! O motorista flagrado com a habilitação vencida há mais de 30 dias pagará R$ 574,61, receberá sete pontos na carteira e poderá ter o carro apreendido.

– Itens de segurança:

É fundamental ver se o kit de emergência composto por triângulo de sinalização, macaco para a troca de pneus e chave de roda estão íntegros. Eles são itens básicos de segurança e ajudam a preservar vidas.

– Pneus:

A primeira coisa a ser verificada é o nível de desgaste dos itens. Se atingiram ou ultrapassaram o limite de 1,6mm de profundidade dos sulcos, não hesite em fazer a substituição imediata. Não esqueça de verificar o estepe.

Rodar com os pneus carecas representa um grande perigo, isso porque o carro pode derrapar ou aquaplanar, já que sua aderência no solo fica comprometida. Lembre-se que trafegar com eles nesse estado acarreta multa de R$ 195,23, mais cinco pontos na carteira.

– Freio:

Essencial para evitar acidentes. Por isso, muita atenção para o óleo do freio, para a luz de freio na traseira, para o disco de freio, para a pastilha e para o freio de mão.

– Limpador de para-brisas:

As palhetas tendem a ficar ressecadas e impedir o escoamento adequado da água, sendo assim, cheque os limpadores e desembaçadores e não se esqueça de conferir o nível do reservatório de limpeza.

– Fluidos:

Os níveis do líquido de arrefecimento, óleo do motor, transmissão, fluido de freio, direção hidráulica e embreagem, devem ser checados, pois têm um consumo maior em longas viagens.

– Velas e cabos:

Se houver danos nesse sistema, outros componentes serão afetados, portanto faça o check-up de ambos a cada 10 mil quilômetros e a troca dos cabos a cada 50 mil quilômetros.

Viaje tranquilo! Vá até uma das unidades da Widmen e faça a revisão completa de seu automóvel e aproveite a nossa promoção. Saiba mais: https://www.widmen.com.br/promocoes/promocao-de-carnaval-na-widmen/.

Leia mais:

Conheça os hábitos que desgastam seu carro:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-os-habitos-que-desgastam-o-seu-carro/

Como manter seu veículo valorizado:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/como-manter-seu-veiculo-valorizado/

p zero nero alinhamento

A importância do alinhamento automotivo

Por: Gabriela Rabinovici

Você já percebeu ruídos estranhos, desgaste prematuro e irregular dos pneus ou seu carro puxando para a direita ou esquerda quando você solta o volante por um curto período de tempo? Esses são os principais sinais que os pneus estão desalinhados.

Ajustar os ângulos das rodas e mantê-las perpendiculares ao solo e paralelas entre si, é essencial para evitar danos aos pneus, melhorar a estabilidade, a dirigibilidade e a segurança no trânsito.

O alinhamento, conhecido também como geometria, deve ser feito nos quatro pneus, em média a cada 10 mil quilômetros e após colisões, depois de trocar qualquer componente da direção ou suspensão e sempre que houver substituição de um ou mais pneus.

Atenção!

Não adianta nada alinhar a direção se a geometria da suspensão estiver comprometida por desgaste ou por deformação por impacto de algum buraco. Por isso, o ideal é que o profissional especializado verifique ambos sistemas.

Enquanto no sistema de direção, o alinhador atua, basicamente, nos braços que ligam a caixa de direção as rodas, no sistema de suspensão, o alinhador atua na cambagem, que é o ângulo que as rodas formam com o solo e o cáster, o ângulo que a manga de eixo forma com o chão.

Forma de dirigir:

Pequenos impactos podem causar grandes estragos. Cuidado com o choque do pneu com calçadas, assim como buracos na pista. Dirigir bruscamente fazendo curvas e manobras forçadas também sobrecarrega a suspensão e a direção, desalinhando os pneus.

Dica:

– Uma análise rápida pode indicar se o seu carro precisa de ajustes. Olhe de frente para o seu veículo: as rodas devem estar o mais próximas possível de 90º, ou seja, em ângulo reto.

Não se esqueça da calibragem e verifique com o profissional, a necessidade de realizar ainda, o balanceamento, serviço importante para garantir o conforto na condução e manter o desempenho dos pneus.

Problemas com o alinhamento do seu carro? A oficina mecânica especializada Widmen possui profissionais certificados para realizar manutenções periódicas com excelência.

Fique por dentro:

A importância da manutenção do veículo:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/a-importancia-da-manutencao-do-veiculo/

Qual é a diferença entre balanceamento e alinhamento?

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/qual-e-a-diferenca-entre-balanceamento-e-alinhamento/

alinhamento Widmen

Alinhamento no eixo traseiro é necessário?

Por: Gabriela Rabinovici

O alinhamento, conhecido também como geometria, trata-se do ajuste dos ângulos das rodas que devem estar perpendiculares ao solo (ângulo de 90º em relação ao chão) e paralelas entre si, evitando assim, um desnível entre os lados do veículo.

Colisões, mudanças na suspensão e desgaste nos pneus estão entre os motivos que alteram o alinhamento da suspensão dianteira e podem provocar o desgaste prematuro nas peças.

E aí surge a dúvida: além do alinhamento dianteiro, é preciso fazer alinhamento traseiro também?

A maior parte dos automóveis compactos e médios só recebe alinhamento nas rodas dianteiras, no entanto, quando a suspensão traseira é independente (a mais comum é a multilink), o carro precisa estar com as rodas alinhadas às do eixo dianteiro em relação a linha imaginária central do veículo.

Caso estejam desalinhadas, o volante não ficará centralizado durante a condução, provocando desgaste prematuro dos pneus. Versões do Volkswagen Golf e do Ford Focus, por exemplo, precisam alinhar os braços da suspensão traseira, pois podem perder a regulagem original.

Quando fazer?

O serviço é indicado a cada 10 mil quilômetros ou quando for feita a troca dos pneus, após uma batida mais forte das rodas em algum buraco ou meio fio, após mudanças na suspensão, quando a direção puxar para a esquerda ou para a direita, quando houver trepidação das rodas ou quando o volante estiver duro.

Atenção!

Não protele o serviço. O alinhamento é um procedimento simples, feito em cerca de 30 minutos.

Aproveite para acertar a calibragem e verificar com o profissional especializado se há necessidade de realizar também o balanceamento, serviço importante para garantir o conforto na condução e manter o desempenho dos pneus.

Faça o alinhamento nos eixos dianteiro e traseiro na oficina mecânica especializada Widmen. Aqui você encontra profissionais certificados para realizar manutenções periódicas com excelência.

Leia mais:

A importância da manutenção do veículo:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/a-importancia-da-manutencao-do-veiculo/

Protetor de cárter: quando usar?

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/protetor-de-carter-quando-usar/

manutenção

O que conferir no carro antes de viajar nas férias?

Por: Gabriela Rabinovici

Janeiro chegou e, com ele, os planos de curtir as férias escolares dos pequenos. Para quem ama viajar, ir de carro pode tornar sua experiência ainda melhor, mas antes de pegar a estrada para uma viagem longa ou curta é preciso revisar os itens do carro.

Uma breve revisão e cuidados básicos podem evitar diversos riscos e inconvenientes durante o trajeto, mas não deixe para verificá-los na véspera, pois pode ser necessário fazer alguma troca ou manutenção.

Confira os principais:

– Pneus:

A primeira coisa a ser verificada é o nível de desgaste dos itens. Se atingiram ou ultrapassaram o limite de 1,6mm de profundidade dos sulcos, faça a substituição imediata.

Rodar com os pneus carecas representa um grande perigo, isso porque o carro pode derrapar ou aquaplanar, já que sua aderência no solo fica comprometida. Lembre-se que trafegar com eles nesse estado acarreta multa de R$ 195,23, mais cinco pontos na carteira.

– Itens de segurança:

É essencial ver se o kit de emergência composto por triângulo de sinalização, macaco para a troca de pneus e chave de roda estão em ordem. Eles são itens básicos de segurança e ajudam a preservar vidas.

– Sistema elétrico, faróis e lâmpadas:

Bateria, motor de partida, alternador, lâmpadas e fusíveis do carro merecem atenção, afinal o bom funcionamento desses itens pode prevenir acidentes e evitar multas. Substituir lâmpadas queimadas é rápido e fácil.

– Fluidos:

Principalmente, em viagens longas, o motor do carro é submetido a um esforço maior e, possivelmente, terá um consumo maior, sendo assim, todos os fluidos, incluindo o líquido de arrefecimento, óleo do motor e transmissão, fluido de freio, direção hidráulica, embreagem e nível do combustível do reservatório de partida devem ser verificados.

– Velas e cabos:

Se houver danos nesse sistema, outros componentes serão afetados, portanto faça o check-up de ambos a cada 10 mil quilômetros e a troca dos cabos a cada 50 mil quilômetros.

– Freio:

Essencial para evitar acidentes. Por isso, muita atenção para o óleo do freio, para a luz de freio na traseira, para o disco de freio, para a pastilha e para o freio de mão.

– Limpador de para-brisas:

As palhetas tendem a ficar ressecadas e impedir o escoamento adequado da água, sendo assim, cheque os limpadores e desembaçadores e não se esqueça de conferir o nível do reservatório de limpeza.

Atenção!

Esteja com os documentos do carro e a manutenção em dia! Viaje tranquilo! Vá até uma das unidades da Widmen e faça a revisão completa de seu automóvel.

Leia mais:

Conheça o Profundímetro da Widmen:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-o-profundimetro-da-widmen/

Conheça os hábitos que desgastam seu carro:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-os-habitos-que-desgastam-o-seu-carro/

Dicas para preservar a embreagem do carro

Por: Gabriela Rabinovici

A embreagem faz parte do sistema de transmissão do veículo e fica localizada entre o motor e a caixa de câmbio do carro. Ela tem como principais funções colocar o veículo em movimento, facilitar o engate das marchas, interrompendo o fluxo da força entre o motor e a caixa de câmbio, proteger a transmissão e o motor contra sobrecargas, além de diminuir ruídos e desgastes dos componentes.

Para que haja durabilidade e eficiência do sistema é importante seguir as dicas abaixo:

– Saia sempre em primeira marcha:

Muitos motoristas saem de um engarrafamento ou parada em segunda marcha. Essa prática reduz a vida útil do disco de embreagem.

– Não acelere bruscamente:

Acelerar mais que o necessário provoca a fricção excessiva dos componentes, cheiro de queimado e a rápida deterioração do sistema de embreagem.

– Atenção às irregularidades da pista:

Ao se deparar com um buraco ou uma lombada, é necessário ter alguns cuidados, como reduzir a marcha antes do impacto. O ideal é colocar na marcha adequada e tirar o pé da embreagem.

– Não descanse o pé no pedal da embreagem:

Essa prática provoca o superaquecimento do sistema e afasta o platô do disco, gerando o lixamento do disco.

– Atenção ao parar em ladeiras:

Em ladeiras, não “segure” o carro na embreagem. Utilize o freio de mão para auxiliar no arranque.

– Cuidado com a sobrecarga:

Ao transportar peso acima do que o seu carro está homologado será preciso maior aderência do disco ao platô, gerando maior desgaste da embreagem.

– Aposte na manutenção preventiva:

Evite surpresas no trajeto! Com a revisão periódica, você garante que todas as peças do carro sejam verificadas e que tudo esteja em ordem para que o veículo tenha a melhor performance.

Problemas com a embreagem ou caixa de marchas? Procure uma oficina mecânica de confiança como a Widmen!

Saiba mais:

Conheça alguns itens obrigatórios inspecionados na vistoria:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-alguns-itens-obrigatorios-inspecionados-na-vistoria/

Dicas para manter os pneus sempre em dia:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/dicas-para-manter-os-pneus-sempre-em-dia/

pintura automotiva

Como manter a pintura automotiva em bom estado

Por: Gabriela Rabinovici

Riscos e manchas na lataria dos veículos são o pesadelo de muitos motoristas. Diversos agentes podem danificar a pintura facilmente, como chuvas de granizo, quedas de galhos, sementes e frutas de árvores, pequenas colisões, raspagem em outros carros e até mesmo resíduos do asfalto.

Mas como proteger a pintura e deixá-la intacta por muito mais tempo para garantir um melhor valor de revenda? Confira as principais dicas:

– Seja cauteloso, dirija com prudência, estacione com cuidado e evite deixar o carro estacionado a céu aberto;

– Cuidado com a lavagem automática. Rolos passam por todo o carro a uma grande velocidade, o que pode causar arranhões e outros danos na pintura, ainda mais quando as cerdas dos rolos não passam por uma manutenção periódica. Prefira a lavagem manual;

– Na hora de secar o carro após a lavagem, cuidado com panos sujos e puídos. O pano ideal para a limpeza do carro é o de microfibra, pois não riscam a pintura;

– Durante o abastecimento, verifique se ocorreram respingos de gasolina, diesel ou etanol sobre a pintura. Se isso acontecer, remova imediatamente com água e sabão neutro;

– Polir o carro ajuda a eliminar riscos e manchas, no entanto, o procedimento não deve ser feito exageradamente. É recomendado realizá-lo, no máximo, três vezes no mesmo automóvel durante toda sua vida útil;

– Usar uma boa capa automotiva pode ser uma saída para proteger a pintura do carro que fica estacionado a céu aberto. Prefira as de polietileno especial texturizado que possuam ventilação para que não haja acúmulo de umidade e a formação de manchas na pintura.

Cuidado extra com a pintura branca:

Carros brancos mancham com facilidade, por isso, nunca lave-o no sol ou com a lataria quente, pois o calor causa manchas na pintura devido ao sabão. Deve-se fazer uso de produtos específicos para a limpeza de automóveis, evitando materiais que tenham solvente à base de petróleo na sua composição e produtos abrasivos, como sabão em pó. Evite também o detergente de cozinha.

Leia mais:

Saiba como proteger seus bancos de couro do envelhecimento:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/saiba-como-proteger-seus-bancos-de-couro-do-envelhecimento/

Dicas para manter as rodas cromadas sempre novas:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/dicas-para-manter-as-rodas-cromadas-sempre-novas/