Arquivo da tag: hora de trocar o pneu

estepe

Vai trocar os pneus? Saiba se pode ou não colocar o estepe para rodar

Por: Gabriela Rabinovici

Os pneus devem manter seu alto nível de performance durante toda a sua vida útil. Seu desgaste depende do estilo de condução, condições da pista, frequência de calibragem e manutenção. Quando eles atingem o limite de segurança ou sofrem algum dano irreparável, é hora de trocá-los, mas aí vem a dúvida: posso comprar apenas três e colocar o estepe para rodar?

Isso vai depender do prazo de validade do item. É preciso identificar sua data de fabricação, registrada na banda lateral com quatro dígitos depois da sigla DOT. Eles indicam a semana e o ano de fabricação. Caso os quatro dígitos sejam “3315” significa que o pneu foi fabricado na 33ª semana de 2015.

Depois de cinco a seis anos, o pneu perde algumas de suas características como flexibilidade e começa a ressecar e endurecer. A aderência no asfalto também é reduzida. Já depois de 10 anos de fabricação, o pneu não deve mais ser utilizado pois surgem trincas e falhas no composto de borracha e há riscos de estouro no caso de velocidades mais elevadas. Neste caso, não coloque o estepe para rodar (assim como outros pneus).

Dicas:

– O estepe precisa ser calibrado periodicamente, pois tende a perder a pressão quando parado na reserva;

– Se você trocou as rodas dos pneus do carro, faça o mesmo com o estepe. O encaixe deve ser perfeito para evitar desgastes na suspensão, na geometria e no próprio pneu;

– Certifique-se que em toda a troca de pneus, eles recebam válvulas de ar novas, passem por alinhamento para regular a direção, suspensão e balanceamento, para equilibrar tanto os pneus quanto as rodas;

– Os pneus novos devem ser instalados no eixo traseiro, isso porque eles são responsáveis pela estabilidade do veículo. No caso de aquaplanagem ou frenagens bruscas, é possível controlar o carro com os pneus dianteiros, no entanto, se os pneus de trás estiverem desgastados, o motorista perderá o controle do veículo facilmente.

Para manutenção ou troca do estepe do seu carro, a mecânica geral Widmen é a melhor opção.

Fique por dentro:

5 perguntas e respostas sobre as rodas de liga leve:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/5-perguntas-e-respostas-sobre-as-rodas-de-liga-leve/

A importância de manter os pneus em dia:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/a-importancia-de-manter-os-pneus-em-dia/

widmen_pneuspirelli

A importância de manter os pneus em dia

Por: Gabriela Rabinovici

Pneus são os únicos itens de contato direto com o solo e precisam de cuidados especiais para que forneçam o conforto e a segurança necessários durante toda sua vida útil.

Para começar, é muito importante adquirir pneus de marcas de qualidade, que possuam boa durabilidade e que sejam compatíveis com o modelo do carro e que estejam de acordo com o manual do proprietário.

Para evitar o desgaste acentuado é fundamental prestar atenção na validade dos pneus, ter cuidados com a calibragem, alinhamento e balanceamento e observar os sulcos, afinal, a legislação brasileira estabelece que eles tenham, no mínimo, 1,6 milímetros de profundidade para que o motorista trafegue sem riscos.

Lembre-se que pneus gastos requerem maior distância de frenagem em pistas molhadas, além de poder provocar aquaplanagem em altas velocidades. A distância de frenagem de um pneu gasto comparado com um pneu novo, trafegando em superfície molhada, numa velocidade de 50 km/h é de 10 metros a mais.

Siga também essas dicas:

– Não use pneus remold;

– Faça o rodízio periódico para equilibrar o desgaste e prevenir danos;

– Lubrifique as porcas dos pneus. Isso facilita a troca e evita a ferrugem;

– Evite a sobrecarga. Circule com a quantidade de peso dentro dos limites que o fabricante sugere. Um pneu com sobrecarga de 30%, leva a uma perda média de 40% na sua vida útil, além de elevar o consumo de combustível e danificar peças importantes;

– Evite pistas esburacadas ou utilize pneus apropriados para este tipo de terreno, do contrário causará problemas na suspensão do veículo e o desgaste prematuro dos pneus;

– Compre pneus de qualidade assegurados pelo INMETRO.

Manutenção:

O ideal é que a manutenção periódica seja feita a cada 10 mil quilômetros para analisar as condições gerais dos itens.

Vá até a mecânica geral Widmen e realize o check-up completo dos pneus do seu carro.

Fique por dentro:

Conheça o Profundímetro da Widmen:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-o-profundimetro-da-widmen/

Dicas ao trocar as rodas do carro por rodas esportivas:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/dicas-ao-trocar-as-rodas-do-carro-por-rodas-esportivas/

pirelli-pneu

Dicas para economizar na hora da compra dos pneus

Por: Gabriela Rabinovici

Com diversas opções de pneus à venda no mercado fica difícil escolher o modelo ideal. Comprar o acessório por impulso pode trazer muita dor de cabeça e gasto extra, por isso, nada melhor do que entender o código DOT, localizado na lateral do pneu, que mostra quando o item foi fabricado, indicando a semana de produção e o ano nos seus últimos quatro dígitos. Vale ainda, seguir as dicas abaixo:

Pesquisa:

Busque informações sobre marcas em páginas oficiais da internet e até mesmo com outros motoristas. Referências são sempre bem-vindas. Pesquise não só os preços, mas também as especificações do produto, condições de venda e garantia.

Etiqueta do Inmetro:

Todos os pneus novos do tipo radial para automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus só podem ser vendidos com a chamada Etiqueta Nacional de Conservação de Energia (ENCE), resolução do âmbito do Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE), do Inmetro. Verifique se o pneu possui essa etiqueta, pois ela mostra dados importantes, como resistência ao rolamento, ruído externo e aderência em pistas molhadas.

Material:

Para uma maior economia após a compra, vale atentar para o material escolhido. Os pneus que possuem sílica no seu composto de borracha são considerados melhores, pois normalmente o componente é extraído da areia, proporcionando mais resistência, maior quilometragem, menor emissão de ruídos, maior aderência em pisos molhados, maior leveza, redução de 5% no consumo e até 15% na emissão de gases carbônicos. É claro que tudo depende das condições de piso, periodicidade da manutenção do veículo e calibragem dos pneus.

Manutenção e cuidados:

É essencial não perder os prazos de manutenção, fazer o rodízio entre os pneus dianteiros e traseiros, manter a calibragem recomendada pelo fabricante, manter o alinhamento e balanceamento em dia, evitar arrancadas e freadas bruscas, além de ficar atento aos buracos na pista e não sobrecarregar o veículo.

Seguindo essas recomendações, além de economizar, você garante maior vida útil e segurança aos pneus do carro.

Faça a troca e a manutenção do seu conjunto de pneus na Widmen, a mecânica geral onde você encontra itens de qualidade e equipe certificada.

Fique por dentro:

Aprenda a ler o pneu do seu carro:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/aprenda-a-ler-o-pneu-do-seu-carro/

Conheça 10 acessórios úteis para o carro:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-10-acessorios-uteis-para-o-carro/

pneu careca

Evite multa por pneu careca

Por: Gabriela Rabinovici

O uso dos pneus é recomendado por, no máximo, 10 anos, no entanto, a maneira como eles são utilizados e o contato frequente com as irregularidades do solo podem acelerar o desgaste dos itens.

O artigo 230 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) considera infração conduzir o veículo “em mau estado de conservação, comprometendo a segurança, ou reprovado na avaliação de inspeção de segurança e de emissão de poluentes e ruído”.

Trafegar com os pneus carecas é arriscado e consta como infração grave, com multa de R$ 195,23 e cinco pontos na carteira. É importante citar que é proibido conduzir o veículo “sem equipamento obrigatório ou estando este ineficiente ou inoperante”. Isso inclui o estepe, que além de não poder estar careca, também deve estar cheio e em perfeitas condições de uso a qualquer momento.

Por isso, é essencial verificar frequentemente a presença de rasgos, bolhas, ressecamento e do Tread Wear Indicator (TWI) que significa Indicador de Desgaste do Piso. Ele consiste em filetes de borracha localizados na banda de rodagem, sinalizados como “TWI” ou com o formato de um triângulo. Quando o desgaste atingir essas marcações deve-se trocar os pneus.

Verifique se os sulcos estão dentro do limite de segurança estabelecido pela legislação brasileira, de 1,6 mm de profundidade, do contrário, o veículo perde estabilidade, estando suscetível a aquaplanagem e acidentes.

Dica extra:

Quando for trocar o pneu careca por um novo, deixe-o com o revendedor. Ele é o responsável por encaminhar esse pneu que não tem mais uso para a destinação final ambientalmente correta.

Outra opção é encaminhar o pneu a um dos mil pontos de coleta de pneus inservíveis disponibilizados pela Reciclanip em todo o Brasil. Confira os telefones dos pontos de coleta pelo site: https://goo.gl/8SgNij

Atenção!

Lembre-se que fazer a manutenção regular garante maior durabilidade, estabilidade e segurança. Não se esqueça da calibragem, alinhamento, balanceamento, rodízio e substituição no prazo indicado.

Na hora da troca, escolha pneus de qualidade que atendam às especificações estabelecidas pelo fabricante do veículo.

A Widmen possui as melhores marcas de pneus do mercado e realiza todos os tipos de manutenção no seu carro. Esperamos você em uma das nossas cinco unidades localizadas no Rio de Janeiro e Niterói.

Leia mais:

Dicas de manutenção preventiva:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/dicas-de-manutencao-preventiva/

A importância de manter a pressão ideal dos pneus:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/a-importancia-de-manter-a-pressao-ideal-dos-pneus/

Pirelli-Tyres

Dicas para manter os pneus sempre em dia

Por: Gabriela Rabinovici

Pneus são fabricados para rodarem por milhares de quilômetros em diferentes tipos de pista. Eles suportam a carga, amortecem, atuam na frenagem e transmitem força na tração.

Para ampliar a vida útil dos itens e manter a capacidade adequada de frenagem e condução, basta adotar algumas medidas simples de cuidados e manutenção. Veja as principais:

– Cuidados na condução:

Conduza sempre de forma suave, evitando freadas e arrancadas bruscas. Nada de atravessar lombadas e valetas com uma roda de cada vez. Passe sempre em marcha lenta, com as duas rodas dianteiras ao mesmo tempo, dessa forma, seu veículo garante mais estabilidade e absorve melhor os impactos.

– Evite ruas esburacadas

O pneu dura até 40% menos quando se trafega por asfalto muito áspero ou por obstáculos como buracos e paralelepípedos do que sobre asfalto liso. Alta velocidade, acelerações, curvas e frenagens intensas também aceleram o desgaste.

– Verifique a pressão:

Pneus calibrados ajudam na economia de combustível e garantem mais durabilidade, segurança e estabilidade. Lembre-se que a calibragem deve ser feita com os pneus frios, no mínimo, uma vez a cada quinze dias. Confira as condições gerais do estepe e siga sempre as pressões indicadas no manual do fabricante.

– Faça o alinhamento e balanceamento

Pneus de carros desalinhados e desbalanceados sofrem desgaste acelerado e desigual. O alinhamento deve ser feito a cada cinco mil quilômetros ou quando realizar a troca dos pneus, quando houver trepidação das rodas, volante duro ou se o carro for para os lados quando o motorista largar o volante. Já o balanceamento deve ser realizado a cada cinco mil quilômetros ou quando realizar a troca dos pneus, quando fizer o rodízio ou quando houver vibração ou desgaste irregular da banda de rodagem.

– Rodízio periódico

Como os pneus frontais costumam sofrer três vezes mais desgaste que os traseiros, é indicado fazer o rodízio, em média, a cada 10 mil quilômetros. Essa prática tem a função de evitar desgastes irregulares, através da troca de posições entre os pneus.

– Não ultrapasse a carga e a velocidade máxima:

Evite a sobrecarga no veículo e distribua corretamente a carga para evitar danos. Não ultrapasse a velocidade que o pneu suporta, pois isso aumenta a temperatura do item, com o risco de provocar danos severos na banda de rodagem. As informações de carga e velocidade máxima, geralmente, vêm inscritas no flanco do pneu.

– Manutenção no prazo certo:

Faça a manutenção periódica no prazo indicado pelo fabricante do veículo. Para garantir maior segurança nos serviços, escolha uma mecânica especializada, com profissionais altamente qualificados como a Widmen!

Leia mais:

Dicas para manter as rodas cromadas sempre novas:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/dicas-para-manter-as-rodas-cromadas-sempre-novas/

O que é o Treadwear do pneu?

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/o-que-e-o-treadwear-do-pneu/

Pirelli-Nero-GT

Dicas para medir a vida útil do pneu

Por: Gabriela Rabinovici

Verificar todos os itens periodicamente é uma forma econômica de manter o carro em bom estado de conservação. Os pneus, por exemplo, são uma das partes mais importantes do veículo. Eles têm influência direta no desempenho, segurança e no consumo de combustível. Além dos cuidados necessários com esses itens, é preciso saber qual a hora certa de trocá-los.

Aprenda a verificar de forma rápida e prática o sulco mínimo do pneu e garanta mais segurança no trânsito.

Em primeiro lugar é necessário saber que quanto mais profundos forem os sulcos, melhor será a drenagem da água, por isso, observe o fundo dos sulcos, pois lá está o Tread Wear Indicator (TWI) ou Indicador de Desgaste de Piso.

Quando o desgaste atingir essa marcação deve-se trocar os pneus. A espessura mínima do sulco é de 1,6 milímetro. E para medi-lo basta uma moeda de 1 real ou um palito de fósforo.

Coloque a moeda no sulco do pneu. Se o anel dourado da moeda desaparecer, o motorista pode rodar sem problemas. Caso contrário, os pneus devem ser trocados imediatamente. Já com o palito de fósforo, vale saber que a parte de pólvora corresponde a 1,6 milímetro, basta colocá-lo no sulco para medir.

Multa:

Rodar com os pneus carecas é arriscado e consta como infração grave, com multa de R$ 195,23 e cinco pontos na carteira.

Manutenção:

Além da medição em casa, não deixe de fazer a manutenção periódica em uma mecânica especializada, assim o profissional além de analisar o nível de desgaste das peças, informa se é preciso fazer a troca completa do conjunto ou dos dois pneus do eixo traseiro.

Atenção!

Na hora da troca, lembre-se de escolher pneus de qualidade que atendam às especificações estabelecidas pelo fabricante do veículo.

A Widmen possui as melhores marcas de pneus do mercado e realiza todos os tipos de manutenção no seu carro. Esperamos você em uma das nossas cinco unidades localizadas no Rio de Janeiro e Niterói.

Leia mais:

Manutenção preventiva, corretiva e preditiva: entenda a diferença:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/manutencao-preventiva-preditiva-e-corretiva-entenda-a-diferenca/

Dicas para a manutenção dos pneus do carro:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/dicas-para-a-manutencao-dos-pneus-do-carro/