Arquivo da tag: cuidados com carro

pintura automotiva

Como manter a pintura automotiva em bom estado

Por: Gabriela Rabinovici

Riscos e manchas na lataria dos veículos são o pesadelo de muitos motoristas. Diversos agentes podem danificar a pintura facilmente, como chuvas de granizo, quedas de galhos, sementes e frutas de árvores, pequenas colisões, raspagem em outros carros e até mesmo resíduos do asfalto.

Mas como proteger a pintura e deixá-la intacta por muito mais tempo para garantir um melhor valor de revenda? Confira as principais dicas:

- Seja cauteloso, dirija com prudência, estacione com cuidado e evite deixar o carro estacionado a céu aberto;

- Cuidado com a lavagem automática. Rolos passam por todo o carro a uma grande velocidade, o que pode causar arranhões e outros danos na pintura, ainda mais quando as cerdas dos rolos não passam por uma manutenção periódica. Prefira a lavagem manual;

- Na hora de secar o carro após a lavagem, cuidado com panos sujos e puídos. O pano ideal para a limpeza do carro é o de microfibra, pois não riscam a pintura;

- Durante o abastecimento, verifique se ocorreram respingos de gasolina, diesel ou etanol sobre a pintura. Se isso acontecer, remova imediatamente com água e sabão neutro;

- Polir o carro ajuda a eliminar riscos e manchas, no entanto, o procedimento não deve ser feito exageradamente. É recomendado realizá-lo, no máximo, três vezes no mesmo automóvel durante toda sua vida útil;

- Usar uma boa capa automotiva pode ser uma saída para proteger a pintura do carro que fica estacionado a céu aberto. Prefira as de polietileno especial texturizado que possuam ventilação para que não haja acúmulo de umidade e a formação de manchas na pintura.

Cuidado extra com a pintura branca:

Carros brancos mancham com facilidade, por isso, nunca lave-o no sol ou com a lataria quente, pois o calor causa manchas na pintura devido ao sabão. Deve-se fazer uso de produtos específicos para a limpeza de automóveis, evitando materiais que tenham solvente à base de petróleo na sua composição e produtos abrasivos, como sabão em pó. Evite também o detergente de cozinha.

Leia mais:

Saiba como proteger seus bancos de couro do envelhecimento:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/saiba-como-proteger-seus-bancos-de-couro-do-envelhecimento/

Dicas para manter as rodas cromadas sempre novas:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/dicas-para-manter-as-rodas-cromadas-sempre-novas/

buzina

Cuidados ao utilizar a buzina automotiva

Por: Gabriela Rabinovici

A buzina automotiva é um item de extrema importância para a segurança no trânsito. Ao utilizá-la com responsabilidade, é possível reduzir as condições e lentidão nas vias, evitando também acidentes. O som emitido deve ser alto, claro e de qualidade para que possa chamar a atenção de forma rápida e eficiente em qualquer situação de perigo que possa surgir no trânsito.

No entanto, fazer uso do sistema de forma exagerada e sem motivo é infração pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB). De acordo com o artigo 41, o condutor de veículo só poderá fazer uso de buzina, desde que em toque breve, nas seguintes situações:

I – para fazer as advertências necessárias a fim de evitar acidentes;
II – fora das áreas urbanas, quando for conveniente advertir a um condutor que se tem o propósito de ultrapassá-lo.

No artigo 227 estão as circunstâncias passíveis de multa:

I – em situação que não a de simples toque breve como advertência ao pedestre ou a condutores de outros veículos;
II – prolongada e sucessivamente a qualquer pretexto;
III – entre as vinte e duas e as seis horas;
IV – em locais e horários proibidos pela sinalização;
V – em desacordo com os padrões e frequências estabelecidas pelo CONTRAN.

É importante mencionar que há ainda outras duas formas ilegais de se usar o acessório: em locais onde haja a placa de trânsito que sinaliza a proibição do uso da buzina. A outra diz respeito ao volume do som. Em carros fabricados antes de 2002, o limite permitido é de 104 decibéis. A partir dessa data, o valor diminui para 93 decibéis. O limite tem como objetivo reduzir e evitar a poluição sonora em áreas urbanas.

Inmetro

Precisa trocar a buzina do seu carro? Verifique se o item é certificado pelo Inmetro. Faça sempre questão deste importante selo de qualidade. Lembre-se que buzinas falsificadas ou de baixa qualidade ficam “roucas” em pouco tempo e isto pode acontecer bem na hora da emergência.

Ao notar que o som da buzina está mais baixo ou alto do que deveria ou se há ausência total de som, procure imediatamente uma mecânica especializada.

Leia mais:

Ruídos ao frear: conheça as principais causas:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/ruidos-ao-frear-conheca-as-principais-causas/

7 itens que podem ser revisados pelo motorista:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/7-itens-que-podem-ser-revisados-pelo-motorista/

reboque

Carros com engate de reboque: confira as normas e cuidados

Por: Gabriela Rabinovici

O uso de engates automotivos, conhecidos também como engates de reboque, tem se tornado cada vez mais comum em veículos de passeio. O acessório serve para engatar reboques, carretinhas, barcos, jet-skis e outros complementos com o intuito de aumentar a capacidade de carga do veículo.

Para utilizar o engate é preciso estar de acordo com diversas recomendações de segurança, caso contrário pode render penalizações ao motorista. Observe alguns cuidados e normas que regulamentam o uso:

- De acordo com a resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), só pode ter engate os automóveis com até 3.500 kg, além disso é preciso que a capacidade de reboque tenha sido declarada pelo fabricante ou pelo importador;

- Os equipamentos devem ter esfera maciça apropriada para o tracionamento de reboque e não podem ter formatos diferentes, como formas de peça de xadrez, cavalo, etc;

- A tomada e instalação elétrica para a conexão do veículo rebocado deve estar operante. É preciso um dispositivo para fixação da corrente de segurança do reboque, dispositivos de iluminação (luzes de freio ou neón) devidamente regulamentados, ausência de superfícies cortantes e cantos vivos na haste de fixação da esfera;

- Os engates devem ser fabricados com uma plaqueta inviolável contendo as seguintes informações: nome empresarial do fabricante com o respectivo CNPJ e identificação do registro concedido pelo Inmetro, além do modelo e capacidade máxima de tração do veículo ao qual se destina e também referência a Resolução 197 do Contran;

- Vale mencionar que os fabricantes e importadores de veículos precisam informar ao Denatran os modelos dos veículos que possuem capacidade para tracionar reboque, além de incluir no manual do proprietário os pontos de fixação do engate e a capacidade máxima de tração do veículo.

Atenção:

- Muitas pessoas utilizam o engate para embelezar seus veículos e também como proteção contra colisões traseiras. No entanto, ao contrário do que se espera, o acessório pode provocar danos ainda maiores. Por isso, faça uso exclusivo para engate;

- Dirija com muita cautela, principalmente nas curvas e em dias chuvosos;

- Cuidado ao estacionar e durante as ultrapassagens quando estiver com algum componente engatado. Lembre-se que o veículo terá alguns metros a mais, além disso, os movimentos desses anexos costumam ser contrários ao movimento normal do veículo.

Risco de multa:

Dirigir um automóvel com reboque fora das especificações é infração grave, punida com multa de R$ 195,23 e cinco pontos na carteira de habilitação.

Leia mais:

Conheça os pneus mais apropriados para carga:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-os-pneus-mais-apropriados-para-carga/

Saiba mais sobre o transporte de carga em picapes:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/saiba-mais-sobre-o-transporte-de-carga-em-picapes/

porta-malas

3 cuidados com o porta-malas do carro

Por: Gabriela Rabinovici

O porta-malas é o local apropriado para guardar objetos de uso essencial para o veículo, como a caixa de ferramentas, kit com triângulo de sinalização, chave de roda e macaco, além claro, de malas, sacolas, caixa de primeiros socorros e compras de supermercado. Para muitas pessoas que têm família grande, o tamanho do porta-malas é até mesmo um fator decisivo na hora da compra do carro.

Para evitar danos no veículo e até acidentes, é preciso tomar alguns cuidados. Veja os principais:

1 – Verificar a capacidade de carga do veículo:

O excesso de peso pode danificar a suspensão, e o risco aumenta se passar em um buraco com uma velocidade elevada. A capacidade de carga máxima varia de um veículo para outro. Confira o do seu carro no manual do proprietário.

2 – Preencher todos os espaços de maneira correta:

Priorize o porta-malas para acomodar os volumes. As malas mais pesadas devem ser acomodadas no fundo do porta-malas e embaixo as maiores. Por cima delas, coloque as mais flexíveis e frágeis. Lembre-se de deixar o estepe e o triângulo acessíveis.

3 – Não acomodar itens na tampa do porta-malas:

Mantenha a bagagem isolada da cabine. Objetos devem estar presos no fundo ou no canto do porta-malas, e se guardados em caixas, elas devem estar lacradas ou trancadas. Ao acomodar itens em cima da tampa, você prejudica a visão e, no caso de uma colisão ou frenagem, eles poderão atingir motorista e passageiros.

Atenção!

Ultrapassar o limite de carga do veículo consta como infração grave e o motorista fica sujeito a uma multa de R$ 195,23, cinco pontos na carteira e retenção do carro para regularização.

Dica:

Vai viajar e quer mais espaço? Utilize o rack no teto do carro. Instale-o seguindo as instruções e os limites de peso e altura, certificando-se de que tudo está bem preso.

Fique por dentro:

Conheça os pneus mais apropriados para carga:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-os-pneus-mais-apropriados-para-carga/

Saiba identificar o índice de carga e velocidade máxima do pneu:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/saiba-identificar-o-indice-de-carga-e-velocidade-maxima-do-pneu/

carro por dentro

Como deixar o carro com cheirinho de novo?

Por: Gabriela Rabinovici

Você é daqueles que compra um carro zero-quilômetro e quer mantê-lo com a mesma aparência e cheirinho de novo? Saiba que isso é o certo a se fazer, pois quanto mais cuidados com o veículo, mais economia e segurança o motorista terá, além disso, um carro conservado possui maior vida útil e valorização na revenda.

Manter o carro cheiroso por muito tempo pode não ser uma tarefa fácil, ainda mais para quem tem filhos ou animais de estimação. Além do mau cheiro, poeira, manchas, ácaros, vírus e bactérias são prejudiciais para o bem-estar, por isso, siga essas dicas:

- Aspire estofados e tapetes uma vez por semana e passe um pano umedecido com água ou silicone para fazer a limpeza do painel;

- Não coma ou beba dentro do veículo. Se algo derramar, limpe rapidamente com papel absorvente. Depois, esfregue com pano úmido e sabão neutro;

- A limpeza do ar-condicionado não deve ser esquecida, assim como a troca do filtro a cada 20 mil quilômetros;

- Mantenha o carro ventilado. Se costuma andar com os vidros fechados, deixe-os abertos na garagem;

- Elimine odores de cigarro, por exemplo, com produtos neutralizadores vendidos em lojas especializadas;

- Coloque um aromatizador no interior do veículo.

Curiosidade:

Sabe aquele cheirinho agradável característico dos carros zero-quilômetro? Ele surge através da mistura de cerca de mais de 100 tipos de materiais que compõem a cabine. Geralmente, uma equipe de osmólogos fica responsável por cheirar, avaliar e realizar testes em todo esse material em diferentes condições de temperatura.

Caso algum elemento apresente odor forte ou não harmônico, o fornecedor da peça é acionado para buscar outras opções. O cheiro de carro novo acaba sendo marcante devido a uma questão psicológica, e não fisiológica.

Mantenha o seu carro sempre limpo! Para uma limpeza completa e eficiente, procure uma mecânica especializada como a Widmen!

Leia mais:

Dicas para evitar danos da maresia no carro:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/dicas-para-evitar-danos-da-maresia-no-carro/

Cuidados especiais com o carro branco:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/cuidados-especiais-com-o-carro-branco/

cuidados carro branco

Cuidados especiais com o carro branco

Por: Gabriela Rabinovici

Há alguns anos, carros brancos não faziam sucesso nas concessionárias, mas hoje são os mais vendidos. Segundo estudo realizado pela fabricante de tintas PPG, a população mundial tem preferência por carros brancos. A cor foi a líder de preferência em 2017 na Europa, América do Norte, América do Sul e Ásia.

Uma das explicações para a preferência é que a cor branca reflete 80% da luz solar visível, já a preta, apenas 5%, portanto, carros pretos são mais quentes do que carros brancos e, em um país com altas temperaturas como o Brasil, esse é um fator que deve ser levado em conta.

Mas para manter a cor como nova por mais tempo é preciso tomar alguns cuidados específicos, como:

- Evitar deixar o veículo por muito tempo sob o sol:

Os raios UV tiram o brilho da tinta. Para a pintura não se deteriorar a curto prazo, o ideal é mantê-lo, sempre que possível, em locais cobertos.

- Lave de forma correta:

Carros brancos mancham com facilidade, por isso, nunca lave-o no sol ou com a lataria quente, pois o calor causa manchas na pintura devido ao sabão. Deve-se fazer uso de produtos específicos para a limpeza de automóveis, evitando materiais que tenham solvente à base de petróleo na sua composição e produtos abrasivos, como sabão em pó. Evite também o detergente de cozinha.

- Cuidados pós-lavagem:

Depois de lavar, é importante secar a lataria com pano seco e limpo. Só depois de seco deve-se passar a cera. Ela é recomendada, pois forma uma película protetora e impermeável na lataria, que ajuda inclusive a evitar o acúmulo de sujeira. Enquanto a cera líquida deve ser aplicada com pano de algodão ou microfibra, a pastosa deve ser aplicada com esponja própria para automóveis.

Quer deixar seu carro branco impecável? Realize a higienização completa na unidade Widmen mais próxima de você!

Fique por dentro:

Carros brancos são os preferidos no Brasil:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/carros-brancos-sao-os-preferidos-no-brasil/

Como identificar a cor das rodas do carro:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/como-identificar-a-cor-das-rodas-do-carro/

banco-de-couro

Cuidados especiais com os bancos de couro

Por: Gabriela Rabinovici

Eles são bonitos e confortáveis, mas para prolongar a beleza e durabilidade são necessários alguns cuidados especiais. Os bancos de couro possuem material resistente, são menos suscetíveis a manchas e absorvem líquidos de forma mais lenta, entretanto, a limpeza periódica é indispensável.

Para realizar uma higienização básica é muito simples. Basta utilizar um pouco de sabão neutro e um pano macio para tirar a maior parte da sujeira tanto dos bancos quanto das laterais de porta. O ideal é diluir o sabão em água e usar um borrifador para aplicar essa solução pouco a pouco sobre os bancos.

Vale utilizar também, produtos especiais para hidratar o couro, afinal, o sol pode ocasionar desgaste, fissuras e, com o tempo, até rasgos no material. O procedimento é indicado uma vez a cada seis meses para proporcionar maciez, brilho e proteção aos bancos de couro. Também é indicado para bancos revestidos em couro sintético.

Se o problema for chiclete grudado no couro, tente removê-lo com gelo. Mas atenção! Nunca use materiais abrasivos, fuja de ceras automotivas, polidores, óleos, fluidos de limpeza, vaselina, solventes, detergentes ou limpadores à base de amônia e nem friccione insistentemente o local. Se quiser remover manchas insistentes procure um profissional especializado.

Dicas:

- Se o banco de couro é de fábrica, é importante ler o manual do veículo para saber quais produtos utilizar;

- Leia também, a embalagem do produto antes de utilizá-lo;

- Lembre-se de adquirir produtos específicos e de qualidade para a limpeza;

- Capas para bancos ajudam a conservar o estofado;

- Vai deixar o veículo muito tempo parado no sol? Utilize os protetores para vidros;

- Para um melhor resultado, opte pela higienização completa da parte interna do veículo.

Com todo esse cuidado, especialistas afirmam que a forração dos bancos pode chegar a cinco anos.

Saiba mais:

Conheça os diferentes tipos de lavagem de carro:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-os-diferentes-tipos-de-lavagem-de-carro/

Como manter seu veículo valorizado:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/como-manter-seu-veiculo-valorizado/

vent@2x

Como manter os plásticos do carro em bom estado

Por: Gabriela Rabinovici

Todos sabem que o valor de um carro cai anualmente e, se a parte estética está descuidada, a desvalorização será ainda maior. Os cuidados não devem se restringir apenas à lataria, afinal, cerca de 8% do peso do carro é de plásticos. Conservá-los em bom estado pode ser um desafio, por isso, preste atenção nessas dicas:

– Evite usar silicone e vaselina nas partes plásticas. Inicialmente, esses produtos proporcionam um brilho incrível, mas depois ressecam o material. Sem contar que melam, facilitando o acúmulo de sujeira;

– Evite ainda: sabão em pó, detergente, produtos de limpeza multiuso ou qualquer outro químico que não seja recomendado para plásticos e borrachas. Receitas caseiras, nem pensar;

– As partes plásticas do seu carro estão esbranquiçadas e sem cor? Utilize produtos à base de água, além de panos secos, limpos e macios. Isso vale tanto para a parte externa quanto interna. Para evitar manchas, faça a limpeza, de preferência, longe dos raios solares;

– Atente para as sujeiras impregnadas nas partes plásticas externas. Seiva de árvore e fezes de pássaros podem manchar o material, por isso, remova-os o quanto antes;

– Mora em local muito seco? Então a limpeza e hidratação das partes plásticas deverá ser mais frequente;

– Na hora do polimento, solicite ao profissional que proteja as partes plásticas com fita adesiva para evitar marcas no material.
Pneus e tapetes:

– O famoso “pretinho” é um produto complementar à limpeza. Trata-se de uma solução usada para deixar os pneus do seu automóvel mais pretos, com aparência de novo, sem sujeira. Alguns desses produtos prometem ainda conservar a borracha devido à uma camada protetora que evita o ressecamento do material;

– Para que a limpeza dos tapetes seja mais fácil, não deixe que a sujeira fique impregnada por muito tempo. Água e sabão são suficientes para limpar os de borracha. Já os carpetes podem ser limpos com uma escova úmida.

Fique por dentro:

Lavagem do motor merece cuidados:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/lavagem-do-motor-merece-cuidados/

Lavagem a seco é uma boa opção?https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/lavagem-a-seco-e-uma-boa-opcao/