Etiqueta

Saiba mais sobre a nova etiquetagem de pneus

Por: Gabriela Rabinovici

Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE), coordenado pelo Inmetro, com a participação do CONPET, visa tornar cada vez mais eficientes e seguros os pneus comercializados no país. O objetivo é informar aos consumidores como os itens se comportam na água, se ajudam a economizar combustível e quanto barulho fazem ao rodar.

A medida passou a valer para os novos modelos em abril de 2015, no entanto, as etiquetas precisam constar em todas as unidades disponíveis nos pontos de venda, a partir de abril de 2017, obrigatoriamente.

O programa visa regulamentar os produtos produzidos e importados para o nosso país e se assemelha à Etiqueta Nacional de Conservação de Energia – ENCE, presente em diversos eletrodomésticos.

Testes foram realizados para a classificação dos pneus, seguindo alguns parâmetros para sua validação como variações de temperatura, pressão dos pneus, número de medições, entre outros.

Confira os três critérios expostos na etiqueta:

1 – Resistência ao Rolamento

Quanto menor a resistência do pneu ao rolamento, mais eficiente é a performance do veículo. Neste critério, a graduação de resistência ao rolamento vai de “A” até “G”, sendo “A” o mais eficiente e “G”, o menos eficiente na classe de consumo de combustível.

2 – Aderência ao piso molhado

Importante critério de segurança, a aderência ao piso molhado mede o desempenho do pneu em condições adversas, quando sua eficiência para manter o carro sob controle é crucial para evitar acidentes. Esse item também receberá notas de “A” a “G”. Dentre os comportamentos esperados, podemos citar: distâncias de frenagem mais curtas, melhor dirigibilidade em retas, mais estabilidade em curvas.

3 – Nível de Ruído Externo

Medido em decibéis, este critério aponta a quantidade de ruído provocado pelo rolamento dos pneus a uma velocidade entre 70 e 90km/h. É uma importante medida de impacto no ambiente, e visa incentivar medidas de diminuição da poluição sonora. Na graduação, uma onda representa o pneu mais silencioso e três ondas representam o pneu mais sonoro e menos eficiente.

É importante citar que o Inmetro também determina a necessidade do selo do Inmetro, número do registro do objeto e ano do registro em relevo (vulcanizado) no próprio pneu.

Leia mais:

A importância de cada tipo de desenho de pneu:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/a-importancia-de-cada-tipo-de-desenho-de-pneu/

Conheça as principais funções de um pneu:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-as-principais-funcoes-de-um-pneu/