test drive

Quatro fatores para checar antes de comprar um carro

Por: Gabriela Rabinovici

Com diversas opções de carros à venda no mercado fica difícil escolher o modelo ideal. Novo ou usado, manual, automático ou automatizado, hatch ou sedã, gasolina ou etanol?

Comprar o carro pela aparência e impulso pode trazer muita dor de cabeça. Deve-se estar ciente que existe o custo da manutenção, que em alguns anos pode até superar o valor do carro escolhido e fatores de segurança essenciais.

Para ajudar os que estão pensando em comprar um veículo, Ed Taiss, chairperson do Simpósio SAE BRASIL CarBody 2017, evento que debateu o desenvolvimento de carrocerias automotivas mais seguras, deu dicas do que deve considerado na hora de optar por um modelo ou outro.

– Pontuação em provas de crash test

Testes de colisão, como os que a Latin NCAP realiza, avaliam os carros com notas de zero a cinco. Mesmo os que tem bons acessórios de segurança podem receber pontuação baixa, decorrente de uma carroceria frágil. “Os modelos considerados seguros são os que recebem quatro ou cinco pontos”, explica o chairperson do Simpósio SAE BRASIL CarBody 2017.

– Material da carroceria

O aço compõe a maior parte da estrutura veicular. Por essa razão, é importante averiguar com o fabricante se a resistência da “célula de sobrevivência” é capaz de garantir a proteção necessária. “Com o uso de materiais mais eficazes, já é possível fabricar carrocerias mais seguras e leves, assegurando com isso também uma menor emissão de poluentes”, explica Taiss.

– Proteção adequada para o motorista e demais passageiros

Uma boa estrutura veicular deve preservar a área dos passageiros. Taiss explica que as estruturas frontais e traseiras, bem como as laterais devem absorver a energia gerada no impacto reduzindo o impacto na célula de sobrevivência, e, consequentemente, nos passageiros.

– Itens de segurança de um automóvel

Os automóveis possuem sistemas de segurança ativa, que existem para evitar acidentes, e de segurança passiva, voltados para que os ocupantes sejam protegidos quando o acidente é inevitável. Na primeira categoria, encaixam-se itens como freio ABS e controle de estabilidade, enquanto que na segunda modalidade está o airbag, cinto de segurança e válvula bloqueadora de combustível. É importante destacar que o ABS e o airbag frontal são obrigatórios em todos carros produzidos a partir de 2014. Caso o comprador procure um veículo fabricado em data anterior, é fundamental verificar se o modelo possui esses sistemas. No entanto, Taiss alerta que “sem uma boa estrutura veicular, todos esses elementos de proteção podem não oferecer a segurança necessária para seus ocupantes”.

Fique por dentro:

Conheça 10 acessórios úteis para o carro:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-10-acessorios-uteis-para-o-carro/

Dicas para comprar o carro certo:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/dicas-para-comprar-o-carro-certo/