Arquivos da categoria: Dicas

Dicas da Widmen para manter você atualizado no mundo automotivo.

embreagem

Dicas para preservar a embreagem do carro

Por: Gabriela Rabinovici

A embreagem faz parte do sistema de transmissão do veículo e fica localizada entre o motor e a caixa de câmbio do carro. Ela tem como principais funções colocar o veículo em movimento, facilitar o engate das marchas, interrompendo o fluxo da força entre o motor e a caixa de câmbio, proteger a transmissão e o motor contra sobrecargas, além de diminuir ruídos e desgastes dos componentes.

Para que haja durabilidade e eficiência do sistema é importante seguir as dicas abaixo:

- Saia sempre em primeira marcha:

Muitos motoristas saem de um engarrafamento ou parada em segunda marcha. Essa prática reduz a vida útil do disco de embreagem.

- Não acelere bruscamente:

Acelerar mais que o necessário provoca a fricção excessiva dos componentes, cheiro de queimado e a rápida deterioração do sistema de embreagem.

- Atenção às irregularidades da pista:

Ao se deparar com um buraco ou uma lombada, é necessário ter alguns cuidados, como reduzir a marcha antes do impacto. O ideal é colocar na marcha adequada e tirar o pé da embreagem.

- Não descanse o pé no pedal da embreagem:

Essa prática provoca o superaquecimento do sistema e afasta o platô do disco, gerando o lixamento do disco.

- Atenção ao parar em ladeiras:

Em ladeiras, não “segure” o carro na embreagem. Utilize o freio de mão para auxiliar no arranque.

- Cuidado com a sobrecarga:

Ao transportar peso acima do que o seu carro está homologado será preciso maior aderência do disco ao platô, gerando maior desgaste da embreagem.

- Aposte na manutenção preventiva:

Evite surpresas no trajeto! Com a revisão periódica, você garante que todas as peças do carro sejam verificadas e que tudo esteja em ordem para que o veículo tenha a melhor performance.

Problemas com a embreagem ou caixa de marchas? Procure uma oficina mecânica de confiança como a Widmen!

Saiba mais:

Conheça alguns itens obrigatórios inspecionados na vistoria:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-alguns-itens-obrigatorios-inspecionados-na-vistoria/

Dicas para manter os pneus sempre em dia:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/dicas-para-manter-os-pneus-sempre-em-dia/

radar

Como funcionam os radares de velocidade?

Por: Gabriela Rabinovici

Os radares, conhecidos também como “pardais” começaram a ser usados no início da década de 90 e com o passar dos anos e com o avanço das tecnologias foram aprimorados. Esses dispositivos são muito importantes, pois ajudam a dar mais fluidez ao tráfego e a controlar a velocidade dos veículos, reduzindo assim, o índice de acidentes. Mas como eles funcionam?

Os radares fixos são instalados em locais específicos, como semáforos, cruzamentos ou locais com altos índices de acidentes ou vias onde o excesso de velocidade acontece com frequência.

Eles são compostos por sensores no asfalto, câmeras e uma central de análise. Dois ou três sensores calculam a velocidade, sendo assim, quando um carro passa por cima deles, sinais são enviados para a central. Ao medir o tempo entre os pulsos e dividi-lo pela distância entre os sensores, encontra-se a velocidade do carro.

Esses sensores estão ligados à câmera, então quando acusam alta velocidade, ela é acionada. Fotos de 640 x 480 pixels são tiradas e um programa identifica a placa dentro da foto. Um sistema de reconhecimento é capaz de identificar cada caractere.

As imagens são criptografadas com informações como data, velocidade e local. O material é enviado ao órgão de trânsito para um software de análise. Então, um operador analisa os dados e pode registrar a infração, gerando um arquivo impresso enviado ao condutor.

Atenção!

A nova resolução não permite que radares fixos fiquem escondidos. Tanto radares quanto operações de fiscalização precisam estar visíveis aos condutores. Caso os radares estejam infringindo a legislação, ou seja, estejam escondidos deve-se recorrer aos órgãos responsáveis, munido de fotos e outros instrumentos que comprovem que o referido radar estava oculto e em desacordo com a legislação.

Vale lembrar que os radares não são 100% precisos, sendo necessário passarem por verificações anuais do Inmetro. Todos têm tolerância de 7 km/h, independentemente da velocidade máxima permitida na via.

Leia mais:

Posso parcelar multas de trânsito?

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/posso-parcelar-multas-de-transito/

Conheça os elementos básicos da direção defensiva:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-os-elementos-basicos-da-direcao-defensiva/

ar condicionado

Ar-condicionado manual x automático: conheça as diferenças

Por: Gabriela Rabinovici

O ar-condicionado é um item imprescindível no carro dos brasileiros, principalmente no verão, com dias quentes e chuvosos. Enquanto alguns modelos mais baratos possuem o dispositivo com comando manual, veículos mais modernos possuem ar-condicionado automático. Mas qual a diferença entre eles?

Ar-condicionado manual:

Pode ter até quatro níveis de velocidade do ar e graduação que parte do menos para mais frio. Também possui ajuste de posição, onde o ar frio precisa atingir, seja no para-brisa, nos pés, de frente aos bancos dianteiros ou no intervalo entre eles.

Neste tipo de dispositivo, a temperatura nem sempre será a mesma programada pelo condutor, já que ao ocorrerem mudanças de deslocamentos, passando por ambientes mais quentes ou mais frios, a temperatura mudará. Cabe então ao motorista perceber quando a temperatura está inadequada para ajustar os controles de forma a garantir um ambiente mais agradável.

Ar-condicionado automático:

Proporciona mais comodidade ao motorista, pois possui um ou mais sensores que monitoram a temperatura externa e interna do veículo a todo momento. Ao escolher a temperatura, por exemplo, de 22 graus, o ambiente ficará em 22 graus, não importa que o carro esteja no calor ou no frio.

No entanto, é importante lembrar que quando há muita diferença de temperatura entre a desejada e a temperatura ambiente, haverá maior dificuldade de equalizar a temperatura de forma mais rápida. A velocidade e o desempenho do sistema serão mais rápidos e eficazes quando o carro está em movimento.

Dicas:

- Ligue o ar-condicionado do carro pelo menos uma vez por semana por, no mínimo, 10 minutos. Isso é importante para lubrificar o sistema e evitar o ressecamento das peças;

- Não deixe de higienizar e trocar o filtro do sistema de ar-condicionado, após longos períodos de uso.

Faça a manutenção preventiva do ar-condicionado do seu carro na Widmen mais próxima de você!

Fique por dentro:

Cuidados com o carro no verão:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/cuidados-com-o-carro-no-verao/

A importância da higienização do ar-condicionado do carro:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/a-importancia-da-higienizacao-do-ar-condicionado-do-carro/

veiculo leve

Veículo leve x veículo pesado: entenda as diferenças

Por: Gabriela Rabinovici

Muitos motoristas desconhecem o teor da Resolução n.º 396 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), de 13/dez/11, no que diz respeito à classificação do automóvel. Com isso, eles podem ser surpreendidos com uma multa de trânsito por ter rodado acima da velocidade máxima permitida.

De acordo com a resolução, os veículos são divididos em dois tipos:

Veículos leves – Correspondendo a ciclomotor, motoneta, motocicleta, triciclo, quadriciclo, automóvel, utilitário, caminhonete e camioneta, com peso bruto total – PBT – inferior ou igual a 3.500 kg.

Veículos pesados – Correspondendo a ônibus, micro-ônibus, caminhão, caminhão-trator, trator de rodas, trator misto, chassi-plataforma, motor-casa, reboque ou semirreboque e suas combinações.

A resolução alterou as informações das placas indicativas de velocidade máxima permitida (placas R-19), inserindo a informação: “VEÍCULOS LEVES” e “VEÍCULOS PESADOS”, quando a via permitir velocidade diferente para determinados tipos de veículos.

Vale mencionar que se na via estiver presente somente a placa R-19 (indicativa de velocidade máxima permitida) sem as informações complementares de “VEÍCULOS LEVES” e “VEÍCULOS PESADOS”, essa velocidade é válida para TODOS os tipos de veículo.

Atenção!

Caso um veículo leve esteja tracionando outro veículo ou uma “carretinha” (de moto, jet-ski, bagagem, trailer, etc) será considerado como veículo pesado, portanto deverá desenvolver a velocidade máxima do veículo definido como “pesado”.

Lembre-se que três tipos infrações podem ser aplicadas caso haja excesso de velocidade: média, grave e gravíssima.

Média – Quando o veículo ultrapassa até 20% da velocidade permitida. Aplicada multa de R$ 130,16 e 4 pontos na carteira.

Grave – Quando o veículo ultrapassa em mais de 20% até 50% da velocidade permitida. Multa de R$ 195,23 e 5 pontos na carteira.

Gravíssima: Quando o veículo ultrapassa mais de 50% da velocidade permitida. Multa de R$ 293,47 e 7 pontos na carteira.

Observe sempre as placas de sinalização (R-19) e respeite os limites de velocidade!

Leia mais:

Conheça alguns itens obrigatórios inspecionados na vistoria:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-alguns-itens-obrigatorios-inspecionados-na-vistoria/

5 dicas para dirigir de forma mais sustentável:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/5-dicas-para-dirigir-de-forma-mais-sustentavel/

porsche-911

Conheça o novo Porsche 911 2020

Por: Gabriela Rabinovici

Brasileiros são apaixonados por carros esportivos! Atualmente, é possível encontrar uma gama de modelos modernos ou tradicionais no mercado automotivo, que atraem os mais diferentes entusiastas, seja pelo design, tecnologia ou desempenho.

Os modelos da Porsche, por exemplo, geram grande fascínio entre os apaixonados por carros esportivos e não é para menos. A marca está há 70 anos no mercado produzindo verdadeiras máquinas que encantam pelo design, tecnologia e potência.

Para comemorar a data, a marca apresentou no Salão de Los Angeles, que aconteceu em novembro de 2018, o novo Porsche 911 2020, conhecido como 992. O modelo é mais robusto e moderno com para-lamas dianteiros e traseiros mais largos em todas as versões. Na traseira há um filete de LEDs que agora é característica da nova linguagem de estilo da Porsche.

Os modelos de entrada terão rodas de 19 polegadas na dianteira, e 20 polegadas na traseira, enquanto os Carrera S terão rodas de 20 e 21 polegadas, respectivamente.

Motorização:

O motor boxer de seis cilindros continua a ser traseiro e é uma reedição do conhecido 3.0 turbo movido a gasolina que foi atualizado e agora ficou mais potente. O Carrera S chega aos 100 km/h em 3,7 segundos e chega aos 308 km/h. Já o Carrera 4S bate 100 km/h em 3,6 segundos e chega nos 306 km/h. O veículo vem de série com a transmissão PDK de dupla embreagem e 8 marchas.

Valor:

O carro custa 120.125 euros (R$ 525 mil), subindo para 127.979 euros (R$ 560 mil) na versão S com tração nas quatro rodas.

Vale lembrar que o 911 é o carro-chefe da Porsche e este clássico da marca possui 21 versões, no entanto, os modelos atuais se diferenciam bastante do original dos anos 60. O Porsche 911 2020 está sendo considerado a oitava geração do clássico modelo por parte da fabricante.

A novidade está prevista para chegar ao Brasil no segundo semestre de 2019.

Fique por dentro:

Como tirar o máximo proveito do seu carro esportivo:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/como-tirar-o-maximo-proveito-do-seu-carro-esportivo/

Fiat Strada comemora 20 anos de história:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/fiat-strada-comemora-20-anos-de-historia/

pintura automotiva

Como manter a pintura automotiva em bom estado

Por: Gabriela Rabinovici

Riscos e manchas na lataria dos veículos são o pesadelo de muitos motoristas. Diversos agentes podem danificar a pintura facilmente, como chuvas de granizo, quedas de galhos, sementes e frutas de árvores, pequenas colisões, raspagem em outros carros e até mesmo resíduos do asfalto.

Mas como proteger a pintura e deixá-la intacta por muito mais tempo para garantir um melhor valor de revenda? Confira as principais dicas:

- Seja cauteloso, dirija com prudência, estacione com cuidado e evite deixar o carro estacionado a céu aberto;

- Cuidado com a lavagem automática. Rolos passam por todo o carro a uma grande velocidade, o que pode causar arranhões e outros danos na pintura, ainda mais quando as cerdas dos rolos não passam por uma manutenção periódica. Prefira a lavagem manual;

- Na hora de secar o carro após a lavagem, cuidado com panos sujos e puídos. O pano ideal para a limpeza do carro é o de microfibra, pois não riscam a pintura;

- Durante o abastecimento, verifique se ocorreram respingos de gasolina, diesel ou etanol sobre a pintura. Se isso acontecer, remova imediatamente com água e sabão neutro;

- Polir o carro ajuda a eliminar riscos e manchas, no entanto, o procedimento não deve ser feito exageradamente. É recomendado realizá-lo, no máximo, três vezes no mesmo automóvel durante toda sua vida útil;

- Usar uma boa capa automotiva pode ser uma saída para proteger a pintura do carro que fica estacionado a céu aberto. Prefira as de polietileno especial texturizado que possuam ventilação para que não haja acúmulo de umidade e a formação de manchas na pintura.

Cuidado extra com a pintura branca:

Carros brancos mancham com facilidade, por isso, nunca lave-o no sol ou com a lataria quente, pois o calor causa manchas na pintura devido ao sabão. Deve-se fazer uso de produtos específicos para a limpeza de automóveis, evitando materiais que tenham solvente à base de petróleo na sua composição e produtos abrasivos, como sabão em pó. Evite também o detergente de cozinha.

Leia mais:

Saiba como proteger seus bancos de couro do envelhecimento:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/saiba-como-proteger-seus-bancos-de-couro-do-envelhecimento/

Dicas para manter as rodas cromadas sempre novas:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/dicas-para-manter-as-rodas-cromadas-sempre-novas/

strada

Fiat Strada comemora 20 anos de história

Por: Gabriela Rabinovici

A Fiat Strada comemorou 20 anos de produção em outubro deste ano, sendo a líder do segmento desde o ano 2000. Ela é um dos modelos mais antigos do Brasil e foi inaugurada no segmento de picapes leves com a 147 Pick-Up. Com o mesmo design do compacto Palio, era vendida em três versões: Working 1.5 (76 cv), Trekking 1.6 8V (92 cv) e LX 1.6 16V (106 cv).

Embora tenha passado por algumas reestilizações ao longo dessas duas décadas, ainda é, basicamente, o mesmo utilitário. Em 1999, ela foi a primeira da categoria a ser oferecida com cabine estendida. Em 2002, apresentou a versão Adventure.

Em 2004, os faróis ficaram maiores e o para-choque, mais imponente. Em 2008, a reestilização foi marcada pelo lançamento da versão Adventure Locker, com diferencial de bloqueio eletrônico. Já em 2009, foi a primeira compacta a ser lançada com cabine dupla e, em 2010 lançou a inusitada versão Sporting.

Vale lembrar que em 2013 passou a ser oferecida com três portas, para facilitar o acesso ao banco traseiro. Em 2014, trouxe retoques na dianteira e traseira redesenhada, com tampa da caçamba mais pronunciada e novo desenho das lanternas. Em março de 2015, foi o carro mais vendido do Brasil. Em 2016, novas versões foram lançadas: Working Plus 1.4 Flex (cabine simples), Hard Working 1.4 Flex (cabines simples, estendida e dupla) e Adventure 1.8 16V Flex Dualogic (cabine dupla).

A linha 2019 do Fiat Strada chegou com algumas novidades e uma delas é a nova versão Freedom 1.4 Cabine Dupla, como rodas de liga leve 14 polegadas, faróis de neblina com detalhes cromados, para-choque com skid plate, capota marítima, maçanetas das portas e retrovisores na cor do veículo e sensor de estacionamento traseiro.

Expectativa para 2018:

De acordo com números divulgados pela Fiat, a Strada, em 2018, deve atingir cerca de 53% de participação no segmento, com aproximadamente 67 mil picapes produzidas e 65 mil emplacadas.

Leia mais:

Confira as mudanças do Jeep Renegade 2019:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/confira-as-mudancas-do-jeep-renegade-2019/

Volkswagen revela T-Cross, o primeiro SUV da marca:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/volkswagen-revela-t-cross-o-primeiro-suv-da-marca/

VW Tarok

Confira quatro tendências apresentadas no Salão do Automóvel de São Paulo

Por: Gabriela Rabinovici

A edição 2018 do Salão Internacional do Automóvel de São Paulo realizada entre os dias 08 e 18 de novembro no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center reuniu supermáquinas com designs inovadores e muita tecnologia.

O evento é realizado desde 1960 e este ano superou as expectativas de público, atraindo 750 mil pessoas durante os 11 dias. O Salão apostou no slogan “a conexão que nos move”, indicando que os recursos tecnológicos estão cada vez mais presentes nos novos veículos. Mas quais foram as principais tendências apresentadas? Fique por dentro:

- SUVs em alta:

Entre as vantagens do SUV (Sport Utility Vehicle) estão: visual arrojado, grandes rodas, possibilidade de tração 4×4 e bom espaço interno. Eles foram maioria na exposição e a cada dia, a categoria conquista mais consumidores. O modelo mais popular apresentado no evento foi a Chevrolet Blazer, derivado da caminhonete S10.

- Elétricos e híbridos:

Cada vez mais as pessoas se conscientizam da importância da sustentabilidade. Hoje, vemos surgir novos veículos eco-friendly capazes de diminuir os gastos e o impacto ambiental gerado pelo uso de combustíveis fósseis naturais e não-renováveis. Três modelos 100% elétricos foram apresentados no evento: Renault Zoe (R$ 149 mil), Nissan Leaf (R$ 178.400) e Chevrolet Bolt (R$ 185 mil).

- Design brasileiro valorizado:

Não importa a categoria, o design é um dos principais fatores de compra de um carro. Hoje, a qualidade do desenho brasileiro é reconhecida, e muitos profissionais são requisitados pelas marcas para fazer o design de automóveis. A picape VW Tarok e o crossover Fiat Fastback são exemplos de carros apresentados no Salão que foram desenvolvidos com autonomia por equipes de design do Brasil.

- Marcas chinesas:

A onda de modelos chineses chegou ao Brasil com grandes melhorias de qualidade e preços atraentes, o que tem resultado em boas vendas. Marcas chinesas como JAC Motors, Chery e Lifan já fazem sucesso por aqui e as duas últimas não ficaram de fora do Salão.

Saiba mais:

Volkswagen revela T-Cross, o primeiro SUV da marca:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/volkswagen-revela-t-cross-o-primeiro-suv-da-marca/

Confira as mudanças do Jeep Renegade 2019:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/confira-as-mudancas-do-jeep-renegade-2019/

Pirelli-Tyres

Dicas para manter os pneus sempre em dia

Por: Gabriela Rabinovici

Pneus são fabricados para rodarem por milhares de quilômetros em diferentes tipos de pista. Eles suportam a carga, amortecem, atuam na frenagem e transmitem força na tração.

Para ampliar a vida útil dos itens e manter a capacidade adequada de frenagem e condução, basta adotar algumas medidas simples de cuidados e manutenção. Veja as principais:

- Cuidados na condução:

Conduza sempre de forma suave, evitando freadas e arrancadas bruscas. Nada de atravessar lombadas e valetas com uma roda de cada vez. Passe sempre em marcha lenta, com as duas rodas dianteiras ao mesmo tempo, dessa forma, seu veículo garante mais estabilidade e absorve melhor os impactos.

- Evite ruas esburacadas

O pneu dura até 40% menos quando se trafega por asfalto muito áspero ou por obstáculos como buracos e paralelepípedos do que sobre asfalto liso. Alta velocidade, acelerações, curvas e frenagens intensas também aceleram o desgaste.

- Verifique a pressão:

Pneus calibrados ajudam na economia de combustível e garantem mais durabilidade, segurança e estabilidade. Lembre-se que a calibragem deve ser feita com os pneus frios, no mínimo, uma vez a cada quinze dias. Confira as condições gerais do estepe e siga sempre as pressões indicadas no manual do fabricante.

- Faça o alinhamento e balanceamento

Pneus de carros desalinhados e desbalanceados sofrem desgaste acelerado e desigual. O alinhamento deve ser feito a cada cinco mil quilômetros ou quando realizar a troca dos pneus, quando houver trepidação das rodas, volante duro ou se o carro for para os lados quando o motorista largar o volante. Já o balanceamento deve ser realizado a cada cinco mil quilômetros ou quando realizar a troca dos pneus, quando fizer o rodízio ou quando houver vibração ou desgaste irregular da banda de rodagem.

- Rodízio periódico

Como os pneus frontais costumam sofrer três vezes mais desgaste que os traseiros, é indicado fazer o rodízio, em média, a cada 10 mil quilômetros. Essa prática tem a função de evitar desgastes irregulares, através da troca de posições entre os pneus.

- Não ultrapasse a carga e a velocidade máxima:

Evite a sobrecarga no veículo e distribua corretamente a carga para evitar danos. Não ultrapasse a velocidade que o pneu suporta, pois isso aumenta a temperatura do item, com o risco de provocar danos severos na banda de rodagem. As informações de carga e velocidade máxima, geralmente, vêm inscritas no flanco do pneu.

- Manutenção no prazo certo:

Faça a manutenção periódica no prazo indicado pelo fabricante do veículo. Para garantir maior segurança nos serviços, escolha uma mecânica especializada, com profissionais altamente qualificados como a Widmen!

Leia mais:

Dicas para manter as rodas cromadas sempre novas:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/dicas-para-manter-as-rodas-cromadas-sempre-novas/

O que é o Treadwear do pneu?

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/o-que-e-o-treadwear-do-pneu/

pirelli-treadware

O que é o Treadwear do pneu?

Por: Gabriela Rabinovici

Verificar todos os itens periodicamente é uma forma econômica de manter o carro em bom estado de conservação. Os pneus, por exemplo, são uma das partes mais importantes do veículo. Eles têm influência direta no desempenho, segurança e no consumo de combustível. Além dos cuidados necessários com esses itens, é preciso saber qual a hora certa de trocá-los.

O Treadwear Indicator ou TWI é o indicador de durabilidade do pneu. Este índice corresponde à velocidade em que um pneu se desgasta. Para saber qual o índice do pneu do seu carro, basta verificar na lateral do item a inscrição “Treadwear”. Ao lado dela, deverá estar inscrito um número, que corresponde a quanto um pneu resiste.

Os valores variam de 60 a 700, sendo 100, o número de referência. Por exemplo, se o Treadwear do pneu é 200, significa que sua durabilidade equivale ao dobro que em um pneu normal. Portanto, quanto maior for o Treadwear, maior será a duração da peça. Na hora da compra, opte sempre por pneus com alto índice TreadWear.

Manutenção:

É preciso saber que esses valores não são absolutos, pois a durabilidade de um pneu também vai depender de fatores externos, condições da pista e hábitos de direção. Não deixe de fazer a manutenção periódica em uma mecânica especializada, assim o profissional além de analisar o nível de desgaste das peças, informa se é preciso fazer a troca completa do conjunto ou dos dois pneus do eixo traseiro.

Multa:

Rodar com os pneus carecas é arriscado e consta como infração grave, com multa de R$ 195,23 e cinco pontos na carteira.

Atenção!

Na hora da troca, lembre-se de escolher pneus de qualidade que atendam às especificações estabelecidas pelo fabricante do veículo.

A Widmen possui as melhores marcas de pneus do mercado e realiza todos os tipos de manutenção no seu carro. Esperamos você em uma das nossas cinco unidades localizadas no Rio de Janeiro e Niterói.

Saiba mais:

Pneus Run Flat: dicas de utilização:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/pneus-run-flat-dicas-de-utilizacao/

Dicas para a manutenção dos pneus do carro:

https://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/dicas-para-a-manutencao-dos-pneus-do-carro/