VW-Virtus

Volkswagen Virtus 2018: o sedã do Polo

Por: Gabriela Rabinovici

Vem aí o Virtus, sedã baseado na nova geração do hatch Polo. A estreia no mercado nacional está marcada para os primeiros meses de 2018 e a promessa é que ele venha com preço de compacto.

O Virtus usará uma versão menor da plataforma MQB do Golf, a A0, a mesma a ser usada no novo Polo, com o qual dividirá a linha de produção na fábrica da Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP). Ele terá 4,47 m de comprimento e os mesmos 2,65 m de entre-eixos do Jetta.

Os flagras feitos no Brasil mostram que na dianteira, faróis e boa parte dos vincos da carroceria são bastante semelhantes aos que já foram revelados no Polo, mas o para-choque foi redesenhado. O grande diferencial estará na grade dianteira que terá uma barra mais grossa no encontro do capô e duas mais finas logo abaixo.

O sedã deverá pesar pouco mais de uma tonelada mesmo com o acréscimo de tecnologias como ESP e controle de tração, que serão itens obrigatórios em três anos. A previsão é que ele seja oferecido com o motor 1.6 MSI de 120 cv (usado no Fox, Saveiro e Golf), com câmbio manual de cinco marchas, e o 1.0 TSI de 128 cv e 20,4 kgfm, com transmissão manual ou automática Tiptronic de seis velocidades.

Há ainda, um novo quadro de instrumentos digital, que só será vendido como opcional da versão mais cara do Polo, portanto, é possível que a mesma estratégia seja adotada no sedã. Além disso, ele deve contar com volante multifuncional revestido em couro, central multimídia com tela sensível ao toque, suporte para smartphone no topo do painel e ar-condicionado digital.

A ideia é que o sedã concorra diretamente com o Chevrolet Cobalt e o Honda City.

Fique por dentro:

Veja o ranking dos 10 carros mais vendidos do mundo:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/veja-o-ranking-dos-10-carros-mais-vendidos-do-mundo/

Argo: o novo hatch da Fiat:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/argo-o-novo-hatch-da-fiat/

consertando carro

Como saber se um carro usado passou por acidentes?

Por: Gabriela Rabinovici

Com a grande oferta de seminovos e usados no Brasil, é importante ficar atento na hora de trocar o carro. Algumas vantagens como preço baixo e grande quantidade de equipamentos atraem o consumidor que, muitas vezes, esquece de verificar minuciosamente alguns itens antes da compra.

Saber se o veículo se envolveu em acidentes graves ou se já foi danificado por enchentes é de extrema importância, pois esses tipos de avarias desvalorizam muito o carro. Confira as dicas e evite surpresas:

- Pintura da lataria:

Não deixe de conferir a tonalidade da tinta da lataria. Ela precisa coincidir com a cor original do carro. Áreas repintadas e ausência total de riscos merecem atenção, pois podem indicar que o veículo passou por acidentes. Lembre-se de analisar a pintura em local bem iluminado e em dias sem chuva.

- Textura da lataria:

Cuidado, pois ondulações na lataria, massa automotiva e aspereza na pintura podem indicar que o carro sofreu batidas. Analise bem toda a extensão do carro e tente observar possíveis irregularidades.

- Soldas do capô:

Soldas enferrujadas significa que foram refeitas, pois as originais não enferrujam. Esta é uma indicação de batidas frontais. Atente também para as soldas entre o painel e o para-lama e a solda dos amortecedores.

- Abertura de portas:

Dificuldade para abrir e fechar as portas do carro? Isso pode significar que ele passou por colisões laterais. Confira todas as portas, incluindo o porta-malas.

- Vidros:

Veja se o número do chassi está impresso nos vidros do carro. Isso indica que eles são de fábrica. Vidros substitutos não contém a mesma marcação.

Não se esqueça de solicitar o histórico de manutenção do carro para saber se houve algum problema.

Assim que garantir o seu carro usado, passe na Widmen para fazer um check-up geral!

Saiba mais:

Dicas para aumentar a segurança do seu carro:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/dicas-para-aumentar-a-seguranca-do-seu-carro/

Dicas de manutenção preventiva:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/dicas-de-manutencao-preventiva/

peugeot_3008

Conheça o novo Peugeot 3008

Por: Gabriela Rabinovici

A Peugeot do Brasil lançou oficialmente a segunda geração do 3008 no mercado nacional. Agora SUV, o modelo que antes era uma minivan, chegou diretamente da França em versão única, Griffe THP, por R$ 135.990 reais.

Sua estética une robustez e sofisticação, o que traduz a nova identidade do veículo. Pode-se dizer que ele é um outro carro, com mudanças que vão do chassi ao design, passando pela cabine e pelas tecnologias.

Uma nova assinatura luminosa dada pela guia de luz LED DRL, prolongada pelo detalhe lateral cromada, mostram toda a elegância do carro. Já a dianteira potente, com uma ampla grade com aletas cromadas e o leão da Peugeot posicionado ao centro dão a personalidade de um autêntico SUV.

O 3008 usa motor 1.6 turbo, com 165 cavalos de potência e 24,5 kgfm de torque, acelerando de 0 a 100 km/h em 8,9 segundos. O conjunto mecânico é o mesmo da antiga geração, mas agrada, principalmente pelo toque em baixas rotações e economia de combustível.

Vale destacar a boa estabilidade, o conforto, o excelente acabamento, as rodas de 19 polegadas, o sistema “Magic Flat” que permite dobrar os bancos e ter um assoalho plano para otimizar o volume do porta-malas e o teto solar panorâmico.

A parte tecnológica conta com novo quadro de instrumentos com tela digital de 12,3” com estilo futurista, personalizável e quatro modos de visualização, bancos dianteiros com massageadores e aquecimento, banco do motorista com regulagens elétricas, carregador de smartphones sem fio e uma nova central multimídia com espelhamento de tela de smartphones.

O novo Peugeot 3008 disponibiliza quatro opções de cores: Cinza Artense, Metallic Copper e Preto Perla Nera, além da perolizada Branco Nacré. O modelo concorre diretamente com o Audi Q3, BMW X1 e Mercedes GLA.

Leia mais:

Ford EcoSport estreia com novo motor 1.5:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/ford-ecosport-estreia-com-novo-motor-1-5/

Conheça o novo Volkswagen Cross Up 2018:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-o-novo-volkswagen-cross-up-2018/

documentos carro

Quais documentos precisam estar no seu carro?

Por: Gabriela Rabinovici

Uma das formas de evitar problemas no trânsito, é entender bem a documentação necessária. Seja para fazer trajetos curtos ou longos, é preciso estar com os documentos obrigatórios, pois andar sem eles, configura infração, com penalidade administrativa e retenção do veículo.

No Código de Trânsito Brasileiro, os únicos documentos exigidos eram: Carteira Nacional de Habilitação (ou Permissão para Dirigir) e Certificado de Licenciamento Anual, conforme artigos 133 e 159 do Código de Trânsito Brasileiro.

No entanto, no dia 1 de novembro de 2016, o CTB passou por uma série de modificações. Além dos valores das multas ficarem mais caras, agora, rodar sem o Certificado de Licenciamento Anual, não necessariamente renderá uma multa ao proprietário.

Segundo o artigo 133, este documento será dispensado quando, no momento da fiscalização, for possível ter acesso ao devido sistema informatizado para verificar se o veículo está licenciado”. Sendo assim, o proprietário acabaria sendo punido se, por qualquer razão, o sistema estiver fora do ar ou o fiscal que fizer a abordagem não conseguir acessá-lo. A dica, portanto, é ter sempre no carro, o Certificado de Licenciamento Anual.

Vale lembrar que isso não isenta a obrigatoriedade de portar a Carteira Nacional de Habilitação válida. Esta, deve ser a original, não pode ser cópia. Se for a carteira antiga, sem a foto, é necessário apresentar a Carteira de Identidade também.

Dirigir sem estar com a CNH ou o documento do veículo é infração leve, sujeita a multa de R$ 88,38 e mais três pontos na habilitação, além de o veículo ficar retido no local até a apresentação dos mesmos. Contudo, dirigir sem possuir CNH ou com o documento suspenso é infração gravíssima, com multa de R$ 293,47 e sete pontos na CNH.

Fique por dentro:

Confira os novos valores das multas de trânsito:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/confira-os-novos-valores-das-multas-de-transito/

Conheça 5 infrações pouco conhecidas dos motoristas:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/confira-5-infracoes-pouco-conhecidas-pelos-motoristas/

test drive

Quatro fatores para checar antes de comprar um carro

Por: Gabriela Rabinovici

Com diversas opções de carros à venda no mercado fica difícil escolher o modelo ideal. Novo ou usado, manual, automático ou automatizado, hatch ou sedã, gasolina ou etanol?

Comprar o carro pela aparência e impulso pode trazer muita dor de cabeça. Deve-se estar ciente que existe o custo da manutenção, que em alguns anos pode até superar o valor do carro escolhido e fatores de segurança essenciais.

Para ajudar os que estão pensando em comprar um veículo, Ed Taiss, chairperson do Simpósio SAE BRASIL CarBody 2017, evento que debateu o desenvolvimento de carrocerias automotivas mais seguras, deu dicas do que deve considerado na hora de optar por um modelo ou outro.

- Pontuação em provas de crash test

Testes de colisão, como os que a Latin NCAP realiza, avaliam os carros com notas de zero a cinco. Mesmo os que tem bons acessórios de segurança podem receber pontuação baixa, decorrente de uma carroceria frágil. “Os modelos considerados seguros são os que recebem quatro ou cinco pontos”, explica o chairperson do Simpósio SAE BRASIL CarBody 2017.

- Material da carroceria

O aço compõe a maior parte da estrutura veicular. Por essa razão, é importante averiguar com o fabricante se a resistência da “célula de sobrevivência” é capaz de garantir a proteção necessária. “Com o uso de materiais mais eficazes, já é possível fabricar carrocerias mais seguras e leves, assegurando com isso também uma menor emissão de poluentes”, explica Taiss.

- Proteção adequada para o motorista e demais passageiros

Uma boa estrutura veicular deve preservar a área dos passageiros. Taiss explica que as estruturas frontais e traseiras, bem como as laterais devem absorver a energia gerada no impacto reduzindo o impacto na célula de sobrevivência, e, consequentemente, nos passageiros.

- Itens de segurança de um automóvel

Os automóveis possuem sistemas de segurança ativa, que existem para evitar acidentes, e de segurança passiva, voltados para que os ocupantes sejam protegidos quando o acidente é inevitável. Na primeira categoria, encaixam-se itens como freio ABS e controle de estabilidade, enquanto que na segunda modalidade está o airbag, cinto de segurança e válvula bloqueadora de combustível. É importante destacar que o ABS e o airbag frontal são obrigatórios em todos carros produzidos a partir de 2014. Caso o comprador procure um veículo fabricado em data anterior, é fundamental verificar se o modelo possui esses sistemas. No entanto, Taiss alerta que “sem uma boa estrutura veicular, todos esses elementos de proteção podem não oferecer a segurança necessária para seus ocupantes”.

Fique por dentro:

Conheça 10 acessórios úteis para o carro:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-10-acessorios-uteis-para-o-carro/

Dicas para comprar o carro certo:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/dicas-para-comprar-o-carro-certo/

chevrolet-onix-2018

Veja os carros mais vendidos na primeira quinzena de setembro

Por: Gabriela Rabinovici

Segundo os dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), o mercado brasileiro, vem demonstrando uma boa recuperação este ano.

Na primeira quinzena de setembro, o Onix mais que dobrou as vendas em relação ao segundo colocado, o HB20, com uma diferença de 4.157 unidades. Em terceiro lugar ficou o Gol, à frente do Ka, quase empatado com o Fox, que alcançou boas vendas no período.

O Volkswagen Fox, subiu do nono (em agosto) para o quinto lugar no ranking em setembro e a Renault celebra sua sexta posição do Kwid. O subcompacto somou 2.979 unidades vendidas, à frente até mesmo do Toyota Corolla e do Chevrolet Prisma, modelos de sucesso no mercado brasileiro.

Já na categoria dos SUVs, o melhor colocado foi o Jeep Compass com 1.852 unidades vendidas na quinzena, seguido pelo Hyundai Creta com 1.822 unidades. O Creta, aliás, superou o Honda HR-V, que teve 1.741 unidades comercializadas no período.

Confira abaixo os 20 carros mais vendidos na primeira quinzena de setembro de 2017:

  1. Chevrolet Onix – 8.275 unidades
    2. Hyundai HB20 – 4.079 unidades
    3. Volkswagen Gol – 3.084 unidades
    4. Ford Ka – 3.060 unidades
    5. Volkswagen Fox – 3.054 unidades
    6. Renault Kwid – 2.979 unidades
    7. Toyota Corolla – 2.918 unidades
    8. Chevrolet Prisma – 2.884 unidades
    9. Fiat Uno – 2.159 unidades
    10. Renault Sandero – 2.130 unidades
    11. Fiat Argo – 1.887 unidades
    12. Jeep Compass – 1.852 unidades
    13. Hyundai Creta – 1.822 unidades
    14. Honda HR-V – 1.741 unidades
    15. Volkswagen Voyage – 1.703 unidades
    16. Fiat Mobi – 1.656 unidades
    17. Jeep Renegade – 1.547 unidades
    18. Toyota Etios Hatch – 1.459 unidades
    19. Nissan Kicks – 1.454 unidades
    20. Ford Ka+ – 1.319 unidades

Leia mais:

Os 10 carros mais econômicos do Brasil em 2017:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/os-10-carros-mais-economicos-do-brasil-em-2017/

Confira os destaques do Salão do Automóvel de Frankfurt:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/confira-os-destaques-do-salao-do-automovel-de-frankfurt/

suspensao

A importância de manter os amortecedores em bom estado

Por: Gabriela Rabinovici

Os quatro amortecedores são as principais peças da suspensão do carro e servem para absorver os impactos que as rodas recebem, evitando a trepidação excessiva que causa desconforto aos ocupantes e danos ao veículo.

Eles controlam ainda, os movimentos de abertura e fechamento das molas (uma lombada causa o fechamento da mola enquanto um buraco provoca sua abertura), sustentam o alinhamento das rodas e dominam a movimentação do veículo: rolagem, balanço, mergulho e subida na aceleração. Sem esses itens, o veículo saltitaria sobre o solo e oscilaria durante todo o percurso.

Na hora da troca das peças, nossa recomendação é adquirir amortecedores novos, com selo do Inmetro, o que dá a garantia que o produto atenda todos os padrões de qualidade exigidos. Veja outras dicas:

- Não faça testes por conta própria para saber se os amortecedores estão bons. Só um profissional com equipamentos especializados pode identificar o real problema do seu carro;

- Fique atento! O ideal é que se troquem os pares dos amortecedores. Muitas oficinas substituem apenas um pelo preço de dois;

- Passar por lombadas na diagonal não ajuda a preservar os amortecedores. Esse hábito pode danificar o sistema de suspensão. O ideal é diminuir a velocidade e passar em linha reta;

- Não transporte cargas acima do recomendado;

 – Cuidado ao tunar o carro e modificar sua estrutura. Essa prática danifica os itens da suspensão;

 – Faça o alinhamento e balanceamento do veículo periodicamente, inclusive quando trocar as molas e amortecedores.

 A troca preventiva dos amortecedores é indicada antes dos 40 mil quilômetros, no entanto, em alguns casos, o conjunto mola/amortecedor dura mais de 100 mil quilômetros.

Faça a revisão e troca dos itens do sistema de suspensão na Widmen e garanta o bom funcionamento do seu carro.

Saiba mais:

 Cuidados necessários ao tunar o carro:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/cuidados-necessarios-ao-tunar-o-carro/

Qual a função dos coxins do amortecedor?

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/qual-a-funcao-dos-coxins-do-amortecedor/

pneu cicatriza

Saiba mais sobre o pneu que “cicatriza” sozinho

Por: Gabriela Rabinovici

Quando se trata de carro, a tecnologia nem sempre é supérfluo. O que alguns consideram luxo, pode ser necessário, inclusive para a segurança dos passageiros. Pensando nisso, Cientistas de Harvard, nos Estados Unidos, desenvolveram um tipo de borracha que dará ao pneu, a capacidade de “cicatrizar” sozinho.

A inovação promete ajudar os motoristas em um momento muito comum: quando o pneu fura e precisa ser substituído imediatamente. Ao utilizar o produto, é possível continuar o trajeto normalmente.

A borracha convencional é feita de polímeros conectados por ligações que não podem ser refeitas quando são partidas. Para contornar esse desafio, os pesquisadores desenvolveram uma espécie de borracha híbrida, com polímeros ligados por uma espécie de “corda” molecular.

O resultado é um material ao mesmo tempo forte e flexível, que quando submetido a uma punção não fura, já que seus fios fibrosos permanecem conectados.

A universidade requereu a patente dessa tecnologia, que pode ter muitos usos no setor automotivo. Um deles é justamente em pneus.

A Pirelli possui uma tecnologia parecida, a “Seal Inside” (S.I.), que permite aos motoristas continuar a viagem se houver furo de até quatro milímetros no pneu. Após o item ter sofrido perfuração por objeto externo, o veículo pode continuar a andar sem que ocorra perda de pressão do pneu. O produto evita 85% dos acidentes causados por perdas bruscas de pressão.

Os pneus com tecnologia Seal Inside da Pirelli podem ser utilizados em qualquer tipo de roda e em todos os automóveis. Vá até uma das unidades da Widmen e garanta o seu Pirelli.

Fique por dentro:

Pneus Run Flat: dicas de utilização:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/pneus-run-flat-dicas-de-utilizacao/

Mobilidade inteligente: invenções que trazem mais conforto e praticidade ao motorista:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/mobilidade-inteligente-invencoes-que-trazem-mais-conforto-e-praticidade-ao-motorista/

aplicativos para motoristas

10 aplicativos de celular úteis para motoristas

Por: Gabriela Rabinovici

É certo que a tecnologia trouxe muitos benefícios para as pessoas e, hoje, com a popularização dos smartphones e a infinidade de aplicativos disponíveis, ficou muito mais fácil realizar tarefas frequentes, como dirigir!

O estresse causado pela falta de tempo, tráfego caótico, gastos com abastecimento e manutenção pode ser minimizado com o uso diário de apps superúteis para o motorista. Veja nossa seleção:

1 – Carrorama:

Calcula o gasto médio por dia, por quilômetro e exibe o desempenho do veículo.

2 – Carango – Controle de veículos:

Reúne informações sobre combustível, licenciamento, multas, troca de óleo, calibração de pneus e outros.

3 – LetsPark:

Aplicativo colaborativo que informa onde existem vagas para estacionar mais próximas da localização atual do motorista.

4 – 55Guinchos:

Seu carro parou de funcionar? Basta utilizar o app para solicitar um reboque, localizando o prestador de serviço mais próximo e acompanhando o deslocamento do guincho pelo mapa do programa. O pagamento é feito via cartão de crédito e o serviço funciona 24 horas por dia, 7 dias da semana.

5 – BeepMe: 

Permite que o usuário ofereça ou encontre caronas.

6 – EconoFlex:

Na dúvida na hora de escolher etanol ou gasolina? Esse aplicativo te ajuda a fazer a conta para saber qual combustível compensa mais.

7 – Waze:

Óbvio, porém indispensável. Permite compartilhar e visualizar informações sobre o trânsito em tempo real. É possível alertar e ser alertado sobre acidentes e outros perigos no trajeto, além da navegação guiada por voz.

8 – ReadItToMe:

Transforma textos do seu celular em áudio, evitando que você perca a atenção para ler mensagens ou outras coisas escritas no smartphone.

9 – Gasnol – Gasolina ou Etanol?

Compara os preços dos combustíveis a partir da taxa de rendimento de cada veículo, prevendo o custo mensal.

10 – Gazo:

Ajuda a encontrar postos com preços mais em conta e diz se ele possui loja de conveniência, banheiros, caixa eletrônico, lava-rápido etc.

Saiba mais:

Pesquisa da Citröen mapeia uso e costumes a bordo de automóveis:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/pesquisa-da-citroen-mapeia-usos-e-costumes-a-bordo-de-automoveis/

Central multimídia ou DVD automotivo: qual o mais indicado para você?

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/central-multimidia-ou-dvd-automotivo-qual-o-mais-indicado-para-voce/

lavar carro na chuva

10 hábitos e manias que desgastam o carro

Por: Gabriela Rabinovici

Você pode não perceber, mas certos hábitos e manias podem danificar o seu veículo em curto ou longo prazo. O cuidado não passa apenas pela revisão periódica do automóvel, mas também pelo tipo de uso que se faz dele.

Veja quais práticas evitar para garantir o bom funcionamento do carro e a segurança dos ocupantes:

1 – Aproveitar os dias de chuva para “lavar” o carro:

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a água da chuva não limpa o carro, na verdade, ela dissolve e espalha ainda mais a sujeira da lataria, formando marcas na pintura e nos vidros. A lama formada pela chuva, também gruda nas rodas e embaixo do carro, podendo causar danos.

2 – Comer, beber e fumar dentro do carro:

Antes de comer e beber dentro do carro, lembre-se que líquidos e gordura podem causar manchas persistentes no estofado, além disso, o cheiro de tabaco fica impregnado por um bom tempo.

3 – Andar com o combustível na reserva:

Além do risco de pane seca, andar com o tanque na reserva ou com o tanque vazio entope as tubulações, danifica os bicos injetores e pode fazer a bomba de combustível estourar.

4 – Arrancar e frear bruscamente:

Pode danificar os coxins (elementos que absorvem os movimentos e vibrações do propulsor) e desgastar precocemente os pneus.

5 – Descansar o pé na embreagem:

Ação comum que reduz a vida útil do sistema. Disco, platô, rolamentos e volante do motor são prejudicados.

6 – Descer na “banguela”:

Descer ladeiras com o carro em ponto morto não economiza combustível e sobrecarrega o sistema de freios.

7 – Apoiar os pés no painel:

O problema não é só sujar o painel. O hábito é extremamente perigoso, pois em uma freada brusca, o airbag pode ser acionado e causar ferimentos graves.

8 – Descansar a mão sobre a alavanca do câmbio:

O peso da mão, pode provocar o desgaste de um componente importante, chamado “trambulador”. Ele é o responsável por transmitir a posição da alavanca de câmbio para a caixa câmbio.

9 – Carregar tralhas no porta-malas:

Objetos “esquecidos” no porta-malas aumentam o consumo de combustível, por causa do aumento de peso, e você ainda corre o risco de ser roubado.

10 – Não substituir o óleo e líquido de arrefecimento:

Utilizar óleo vencido cria depósitos de borra que entopem os dutos de lubrificação, podendo danificar o motor. Não trocar o líquido de arrefecimento desequilibra a temperatura, causando superaquecimento.

Fique por dentro:

Os problemas causados pelo excesso de sujeira no carro:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/os-problemas-causados-pelo-excesso-de-sujeira-no-carro/

Postura correta na direção evita desgaste físico e aumenta a segurança:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/postura-correta-na-direcao-evita-desgaste-fisico-e-aumenta-a-seguranca/